Destaques

segunda-feira, novembro 15, 2010

Um lance normal de jogo

Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook

Só complementando:


É isso o que eu vou fazer com quem topar fazer uma reconstituição do lance, eu no papel do Gil e o desafiante no papel de Ronaldo. Vou até fechar o olho para ser mais verossímil.

24 comentários:

Anônimo disse...

Seja sócio do PFC e faça como o Corinthians: COMPRE O BRASILEIRÃO!!!

Corinthias só ganha no apito e no roubo. Ah, mas fazer o que com um time em que 80% dos torcedores são batedores de carteira,loucos, presidiários, e bandidos?

Time de pobre é assim mesmo.Os fins justificam os meios.

Marcão disse...

Roubado, sem dúvida alguma.

Maurício Ayer disse...

Bom, o Marcão será o primeiro. Alguém mais vai querer fazer o papel de Ronaldo?

Leandro disse...

As sandices do tal Anônimo, que de tão corajoso até anônimo é, refletem bem o preconceito classista e social que impera em nossa sociedade e que é bastante exercido em tudo que faça referência ao Corinthians e seu "ethos" popular, com muito orgulho, obrigado.
Quanto ao mito da "roubalheira" corinthiana, as palavras do técnico e do presidente do Cruzeiro pouco antes da partida de sábado, a meu ver, são suficientes.
Vejam em http://www.youtube.com/watch?v=kqpF2zaTM00

Fernando Romano disse...

É isso aí, Leandro. Todo anti-Corinthiano tem um pouco de fascista. Até mesmo os comunistas.

Marcio-SJP disse...

Se a jogada fosse no meio do campo, seria falta....portanto, dentro da aerea é penalti e pronto!

abraços,
Marcio

Vitor disse...

Fazer o papel do Ronaldo é fácil: basta desabar na área e esperar a marcação de sua senhoria, o árbitro.

Marcão disse...

Mais uma vez, o corintianismo do DeMarcelo o leva a defender o Gordo em mais um episódio indefensável. Para relembrar:

http://www.futepoca.com.br/2009/03/nao-tem-duvida-ronaldo-ironizou.html

Maurício: o Corinthians é campeão, não tem jeito. Eu mesmo já tinha previsto isso. Mas que não foi pênalti, isso não foi mesmo. O que, tratando-se de Corinthians, nada mais previsível e simbólico. Abraço.

Moriti disse...

Absolutamente coerente com o padrão da arbitragem brasileira a marcação do penâlti. Aqui, não se pode encostar que o sujeito cai e é falta.

Sendo assim - e também se tratando de lances duvidosos pró Corinthians - nenhuma novidade.

Nicolau disse...

O problema de discutir os tais "lances duvidosos pró-Corinthians" é que para uma parcela dos não-corintianos todo lance pró-Corinthians é duvidoso.

Maurício Ayer disse...

Não, não, não, Marcão. Só defendo o gordo ou quem quer que seja em episódios de que tenho convicção, como são os dois casos. Eu acho que quando a eloquência da imagem não tem qualquer efeito, somente a reconstituição. Incluo o Moriti entre os que serão vítimas de um encontrão por trás de minha parte.

E, sinceramente, acho irresponsável da parte de vocês ficarem defendendo esse papinho de "pró-Corinthians” num lance como este. Mas, cada um cada um.

ThiagoFC disse...

Mais um episódio de indignação coletiva quando o Corinthians está envolvido...

A acalorada revolta da opinião pública passou longe da anulação equivocada de dois gols legítimos do Ronaldo, contra o Guarani, para ficar em só exemplo.

Como se juiz só errasse a favor do Corinthians, nunca contra o Corinthians, nunca a favor de outro time.

Como se todo e qualquer título conquistado pelo Corinthians tivesse sido comprado por esquemas mirabolantes e teorias da conspiração dignas de escritos de Ian Fleming ou Dan Brown.

E o mais importante: FOI pênalti. Todo o resto é chororô (sabe a história de chorar na cama, que é lugar quente? Fica a dica).

Moriti disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Luiz Otávio disse...

tentando interceptar a bola de olhos fechados? interessante... o Frank Dux venceu o Chong Li dessa mesma forma no filme Grande Dragão Branco, inclusive com o mesmo golpe utilizado por Gil

Moriti disse...

A eloquencia da imagem é discutível. Na foto, parada, não dá pra ter a total dimensão do lance, já que futebol é movimento.

Sobre o encontrão por trás, DeMarcelo, deixo para outros que apreciem. Não me apetece. rs

À história de pró Corinthians - para não ficar circunscrita ao lance em questão - podemos estender três ataques legais do Cruzeiro que foram parados pela arbitragem com a justificativa de impedimento. Poderiam resultar em gols? Talvez sim, talvez não. De qualquer forma, um time que tem três chances agudas no ataque mal anuladas fica, no mínimo, minado. O grau de irritação vai crescendo e tal.

Agora, a coisa da irresponsabilidade sobre o "pró Corinthians" limita a discussão, propícia ao fórum adequado. Assim como aquela história de que não há esquemas no futebol e que a cartolagem, os árbitros e cia são só "ruins", "fracos", nunca mal intencionados. Ou, ainda, que jogador pode estar desmotivado, mas que jamais faz corpo mole em partidas (deixando claro que não limito as situações a clube A, B ou C).

Nicolau, eu, pessoalmente, não creio que todo lance pró Corinthians seja duvidoso. Mas que o número é considerável em momentos decisivos é difícil negar.

Abraços.

Nicolau disse...

Grande Frank Dux, haha! Valeu, Lui!

fredi disse...

Vamos lá, como atleticano e anticruzeirense nato, achei que foi pênalti.

Basicamente porque o Gil vai por trás, nas costas do Ronaldo, sem em nenhum momento visar à bola.

Pode ser um encontrão, mas um encontrão por trás que derruba o outro jogador é falta. Se é falta, é pênalti.

Como estava vendo o jogo do Galo contra o Flamengo não vi os outros lances, portanto só opino sobre esse.

Agora é bom lembrar que mesmo com o Galo ganhando do Cruzeiro por 4 a 3, o Sandro Meira inventou um pênalti para o Cruzeiro contra o Galo quando estava 1 a 0. Sorte que o Montillo chutou para fora. À época os cruzeirenses não reclamaram.

Outra coisa, se os Perrela e Cuca têm prova de corrupção têm de apresentar, senão foram levianos e devem ser processados e suspensos.

Moriti disse...

Engraçado que, até agora, só falaram em processar o Roger. Será que o Perrela, próximo do Ricardo Teixeira há anos, vai ser processado também?

Olavo Soares disse...

Foi pênalti.

Glauco disse...

Ô, Frédi, se for levar sua lógica a ferro e fogo o presidente do Atlético-MG, chamado de mentiroso pelo presidente corintiano, já fez coisa semelhante e talvez até pior que o Perrela. Cartola falastrão e irresponsável é item que não falta no futebol brasileiro (e lá fora também).

Márcio disse...

analisando imparcialmente,sem arroubos nem paixonites,foi penalti mesmo.mas o q me revolta não foi o lance contra o comedor de travecos.foi,na mesma partida, o juiz ter anulado dois penaltis legitimos a favor do cruzeiro,emarcado 4 impedimentos inexistentes contro time mineiro,o q teria dado um resultado mais justo e seria um motivo pra sentir menos nojo do nosso futebol decadente e corrupto.

fredi disse...

Glauco, o Kalil já foi suspenso meses por falar besteiras. E deveria ser punido até mais.

Agora não entendo por que o fato de o Kalil falar me impede de achar que os Perrela devam ser punidos?

Fui eu quem falou ou o Kalil?

Sempre defendi que qualquer acusação desse tipo a pessoa deve provar, senão é leviana...

Se falou de cabeça quente, deve pedir desculpas em público.

Agora, ae não houver nenhuma punição, se provará que estão com medo e os Perrela sabem do que estão falando.

Maurício Ayer disse...

realmente, como disse, não vi o jogo para falar dos impedimentos. quantos aos pênaltis que favoreceriam o cruzeiro, no meu entender são jogadas típicas de cavador. em ambas julio césar vai na bola, e numa de fato é a bola que ele pega. na outra, o atacante estica a bola bem além do próprio alcance, o que impede também que o goleiro toque na bola, e depois espera o choque com as mãos do goleiro. mas aí sim caberia interpretação. eu não marcaria.

Nicolau disse...

Márcio, gostaria de saber se você também se sentiu enojado quando o Corinthians teve dois gols legítimos anulados contra o Guarani. Ou quando o Cruzeiro venceu o Inter com penalti inventado. Ou se o penalti no Rodriguinho no jogo do Fluminense nesse domingo também gerou em você tantas dúvidas quanto o no Ronaldo. Enfim, todo mundo olha todo jogo com os olhos de torcedor mesmo, normal.