Destaques

quarta-feira, abril 13, 2011

Dose cavalar

Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook

Por Moriti Neto


Esta vem da Austrália. No dia 4 de abril, na cidade de Jiggi, o fazendeiro Steve Cibborn passou mais de 20 horas tentando salvar um cavalo até que encontrou a fórmula para operar um “milagre”.


O cavalo Diamond Mojo, de seis anos de idade e quase 500 kg, sofria com cólicas e, logo, estaria prostrado. Com receio de que o equino morresse de sede, Steve passou o dia inteiro colocando água na boca dele. Como se a medida não surtisse efeito suficiente para levantar o (quase) morto, o australiano decidiu recorrer a um outro líquido. Segundo declarações dadas pelo fazendeiro ao jornal local Northern Star, "era hora de abrir uma cerveja". "Foi aí que lembrei de um velho remédio. Você dá algo gasoso ao animal, ele arrota e a cólica começa a melhorar. Eu nem pensei se acreditava ou não nisso, mas resolvi tentar", contou.





Fazendeiro e cavalo felizes da vida com o poder regenerativo da cerveja

O fazendeiro descreveu que assim que o líquido começou a descer pela garganta do quadrúpede, ele arrotou e começou a se mover.


Ainda de acordo com o manguaça – antes que se duvide da sobriedade do escriba, refiro-me ao homem, não ao cavalo – ele passou a dar mais e mais cervejas ao bicho e, a cada garrafa, a melhora ficava mais visível. "Foi notável. Ele se levantou e está bem, Mojo é um cavalo especial", ressaltou o pinguço, para depois completar: “eu só parei de dar cerveja para ele, pois, caso contrário, me custaria uma fortuna".


Mais sobre equinos manguaças:


Guimarães Rosa e o cavalo que bebia cerveja

9 comentários:

Nicolau disse...

Santo remédio!

Anselmo disse...

Diamond Mojo... grande nome. grande remédio.

Maurício Ayer disse...

Consigo imaginar perfeitamente a satisfação do seu Steve diante da recuperação do animal. Que história bonita! Se homem e cavalo já se queriam, aposto que hoje são os melhores companheiros. Foi Deus mesmo quem legou a cerveja para unir sua criação.

Interessante a referência, Anselmo.

Anônimo disse...

Se não me engano, existe um conto sobre um cavalo bebedor de cerveja, mas não lembro o autor.

Anônimo disse...

Caros, completando a informação : "O cavalo que bebia cerveja" Guimarães Rosa, Primeiras Estórias.

Renato K. disse...

Vou imprimir e mostrar para a minha esposa!!!!

Marcão disse...

Essa pode ser uma ramificação do nosso projeto "Manguça Cidadão", de segurança etílica. Pode ser o "Bebe, Animal!".

Anônimo disse...

De todas as desculpas para se comprar cerveja esta é, de longe, a melhor! Onde se adquire cavalo com cólicas?
Faz-me lembrar aquela anedota os amigos que foram pescar. Um deles disse: Estou até levando 2 litros de pinga, pro caso de sermos picados por cobra. Ao que o outro pergunta: e naquele saco ali?
Vem a resposta: é a cobra: vai que lá não tenha!

Anônimo disse...

De todas as desculpas para se comprar cerveja esta é, de longe, a melhor! Onde se adquire cavalo com cólicas?
Faz-me lembrar aquela anedota os amigos que foram pescar. Um deles disse: Estou até levando 2 litros de pinga, pro caso de sermos picados por cobra. Ao que o outro pergunta: e naquele saco ali?
Vem a resposta: é a cobra: vai que lá não tenha!