Destaques

sexta-feira, setembro 09, 2011

Virada sofrida e liderança garantida: como é bom ser corintiano!

Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook


Até os 26 minutos do primeiro tempo, no Pacaembu lotado, o Corinthians jogava melhor, dominava o Flamengo e criava chances de gol. Felipe já tinha feito umas três defesas e outras chances apareciam. Era questão de tempo até que saísse o gol.

E ele veio, mas do lado errado, porque futebol é um negócio estranho. Thiago Neves chutou uma das poucas bolas do Flamengo e Julio Cesar mandou pra escanteio. Foram três batidos em sequência com aquele veneno que Ronaldinho Gaúcho tem na cobrança, até que o ex-corintiano Renato Abreu, autor do gol rubro-negro no 1 a 1 do primeiro turno, desviasse para a bola sobrar limpa para o também ex-mosqueteiro Deivid abrir o placar.

O Timão sentiu o golpe, desacelerou, e o jogo foi meio devagar até o fim da primeira etapa. O time jogava com Emerson (cada vez melhor) pela esquerda, Jorge Henrique,o atacante-volante, pela direita, Alex (em boa jornada) pelo meio. Paulinho, o desafeto de Leandro, mais uma vez fazia partida impecável, marcando e chegando até a área para finalizar.

No segundo tempo, Tite trocou Jorge por William, e deixou de marcar Junior Cesar para fazê-lo marcar alguém, e a pressão recomeçou. Até que o empate veio, aos 17 minutos, num belo chute de Liedson após lateral cobrado na área por Alessandro e mal cortado por Willians.


O gol aliviou, devolvendo a liderança pelo saldo de gols, mas não resolveu, e o Timão manteve a pressão. O nervosismo aumentava nas arquibancadas, segundo relatos, e aqui em casa. Chicão cobrou falta no travessão. Felipe fez milagres em chute cruzado de William e em cabeçada de Emerson. E nada dop gol.

Até que William cruzou da direita, Paulinho desviou e Liedson pegou de primeira, num quase voleio, indefensável. Eram 43 minutos do segundo tempo. Dois gols do centroavante e acabou ali a partida.

Pouco depois, meu pai ligou. “Como é bom ser corintiano, filho!’, exclamou. Não tem como discutir com o pai.

21 comentários:

Lui disse...

Ana Clara, jovem corinthiana de 55 dias decidiu que não vai dormir antes da 3 da madruga pra comemorar a liderança, e o pai, tem que acompanhar...
abraço meu véi e VAI CURINTCHAAAAA!!

Thalita disse...

sequei até onde pude, mas não surtiu mto efeito.
Mas aqui do Rio de Janeiro, não vou mentir que foi sensacional poder ver o companheiro corintiano Victor berrar da janela "chuuuuuuuuuuupa Flamengo". Salvou minha noite.
Tomara que meu time ajude e me permita ter a mesma alegria

Camilo disse...

Eu sei que aqui é um blog de responsa, mas eu gostaria de mandar um CHUPA pro jornaleiro Renato Maurício Prado.

Gostaria também de agradecer ao árbitro da partida por não ter expulsado o zagueiro do Flamengo, o que me permite mandar um ardente e vigoroso #CHUPAGUSTAVO otário.

Vai, Corinthians! Mostra que, apesar do Tite, aqui é nóis que tá!!!

Obrigado. Boa sexta a todos.

Leandro disse...

Corinthiano tem que ser com "h" por uma questão de rigor gramatical, histórico, e sobretudo, porque todo corinthiano tem que ser corinthiano com "h", dileto Nicolau.
E ontem todos jogaram como corinthianos e como homens com "H". Que sigam assim, com essa postura, porque o jogo contra o Coritiba foi uma coisa medonha, mesmo levando-se em conta o fato do apito ter sido mais paranaense que nunca no último domingo.
E até Paulinho, cuja convocação ainda contesto, comportou-se desta maneira corinthiana com "h", coisa que transforma Leandro Castán em meu novo "desafeto".
E "Vai, Corinthians! Mostra que, apesar do Tite, aqui é nóis que tá!!!" (2)

Edu Maretti disse...

Corintiano é sem H. Segundo uma professora de português/gramática amiga minha:

"Corinthians é inglês e o adjetivo para simpatizante (corintiano) pegou carona na regra dos adjetivos pátrios e aportuguesou-se, o que jamais ocorrerá com o nome próprio do time.

A base gramatical é o aportuguesamento, naturalíssimo em adjetivos gentílicos."

Jair Ônico disse...

Então ficamos assim: corintiano sem "h" é simpatizante.
Eu sou CORINTHIANO, maloqueiro, sofredor, graças a Deus!

Karin disse...

É por isso que eu sou Palmeiras! Não precisamos de h prá nos medir!
Ahaha!!

Leandro disse...

Aprendi mais uma…
"Então ficamos assim: corintiano sem "h" é simpatizante.
Eu sou CORINTHIANO, maloqueiro, sofredor, graças a Deus!" (2)

Glauco disse...

Dentro desse debate sobre o agá, mulher tem o "direito" de torcer pro Corinthians?

Leandro disse...

Não só pode como deve, caro Glauco, afinal, conforme escrevi há algum tempo numa outra postagem deste mesmo blog, nenhum time no planeta representa melhor as minorias (ou maiorias) perseguidas e injustiçadas.
Veja que o genial Xico Sá escreveu há alguns dias em seu blog justamente sobre elas, as mulheres corinthianas (ou corintianas, que seja): http://xicosa.folha.blog.uol.com.br/arch2011-08-28_2011-09-03.html#2011_09-03_03_22_53-161644940-0

Glauco disse...

Segui seu conselho, Leandro, e li o sempre genial santista Xico Sá. Mas vi um trecho que compromete muita gente na comunidade Futepoca:

"Mais inteligente que o maloqueiro, a cria da costela de São Jorge não pede a cabeça do técnico quando o time é o primeiro da tabela. Tem juízo."

Xi...

Camilo disse...

Glauco, como toda regra tem a sua exceção... Podemos dizer que se o técnico é o Tite a exceção está feita.

Leandro disse...

Pois é, Glauco. Embora genial escriba, não tem como exigir de um torcedor do Santos, Sport, Icasa e etc. que entenda o que é a agonia de ter o Sr. Tite como técnico, mesmo na ponta da tabela.
Talvez se um dos times dele estivesse sendo treinado há tanto tempo pelo citado "professor" o Xico entenderia, mas isso eu não desejaria nem se um dos times pelos quais eles torce fosse o Palmeiras.
A bem da verdade, desejaria sim. Mas…

Maurício Ayer disse...

hoje o mundo viveu uma atmosfera excelente. mesmo os anticorintianos ficam bem, pois uma vitória dessas não acende o desejo de contestação, todos relaxam felizes.

sobre as mulheres, podem ser corimtianas com "m", ou serão torcedoras do corinthiams>?

Karin disse...

ah, que lindo! se puder ser "torcedora do corimtiams" eu até mudo de time! ahaha!

Fernando disse...

Sobre Corinthians - e Corinthianos - com H, vai aqui uma crônica do Lourenço Diaféria de 1994, reproduzida no blog de uma CorinTHiana:

http://bodeguitacuba.blogspot.com/2011/03/paixao-se-escreve-com-th.html

Pra mim, o argumento definitivo.

Maurício Ayer disse...

fala a verdade, karin, cê tá doida pra virar corimthiamna...

Moriti disse...

Ô, De Marcelo, a moça só quer um time mais representativo das mulheres... Não distorça as coisas. rs

Editor Roberto de Almeida Silva disse...

COMO É BOM SER FLUZÃO... KKKKKKKKKKK

Maurício Ayer disse...

sério mesmo que vc acha bom ser fluzão, roberto?

Karin disse...

com certeza, maurício! ou quiçá corimthiãna! uau, cada vez fica mais bonito!!
isso porque ainda não sugeriu um y! ou até dois y! e também um ch ou zz, depende... se quiser dar uma italianada no angú, o céu é o limite!
qualquer coisa botamos a culpa em algum numerólogo por aí...