Destaques

sexta-feira, março 30, 2012

Goleada e nova marca de Neymar

Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook

Sim, foi fácil. O Santos garantiu sua classificação com uma goleada de 5 a 0 contra o Guaratinguetá. Não igualou o resultado feito contra a Ponte Preta, mas valeu pela marca alcançada por Neymar, que fez a trinca – dois de pênalti – na partida. Chegou a 95 gols, superando Robinho e ocupando a quarta posição no rol dos maiores artilheiros pós Era Pelé. À frente dele, Juary, com 101 tentos, e João Paulo e Serginho Chulapa, com 104 cada um (a lista dos 25 maiores do Alvinegro aqui).

Com 4 a 0 antes do intervalo, a segunda etapa foi em ritmo de treino, ainda mais que o time do interior ficou com um a menos no final da primeira metade da partida. Belas trocas de passe, jogadas inspiradas de Neymar, boa atuação (principalmente ofensiva) de Juan e de Ibson, e a torcida com seu apoio quase incondicional a Elano, que entrou no segundo tempo.

Além disso, vários jogadores forçando cartão amarelo, como é praxe, para se pouparem contra a Portuguesa, que já não tem mais nada a fazer na competição. Aliás, poucos clubes têm. Naquele que é um dos campeonatos paulistas mais previsíveis e sem graça dos últimos tempos, os oito classificados já estão praticamente definidos, somente Ponte e Bragantino não asseguraram a vaga, apesar de estarem a nove e sete pontos do nono colocado, de nove pontos que restam ser disputados. Já na zona do rebaixamento, cinco times correm riscos mais evidentes, sendo que o Comercial, a cinco pontos de sair da degola, depende de um milagre.

Abaixo, os lances da partida:

3 comentários:

cartola fc disse...

E Neymar FC vence mais uma...
Enquanto estiver ganhando está tudo bem, os santistas que me desculpem, mas o Santos não tem elenco, tem 1 ou 2 jogadores, mas e quando não puder contar com eles?

Maurício Ayer disse...

eu discordo, cartola fc, acho que o santos tem um time, pelo menos uns 7 ou 8 que eu considero entre bons e muito bons, e é o único time que tem um gênio. pode não ter reservas, mas o elenco é jovem, tende a se machucar menos. é um grande time.

Victor disse...

Chatice suprema esse negócio de "o time depende desse jogador".
Pombas. É óbvio que os times dependem dos seus melhores jogadores.

Quando o Chicago Bulls não tinha Jordan que se virasse jogando igualando-se aos normais.

Santos tem Neymar e ele é insubstituível em seu nível. Quando (e se) não jogar, vai para o jogo, ora.