Destaques

domingo, maio 19, 2013

Galo campeão, mas só sabe jogar para a frente

Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook




O time do Galo este ano está jogando um grande futebol, mas provou mais uma vez na derrota para o Cruzeiro hoje que é um time que não sabe jogar atrás e controlar resultado, tem de jogar para a frente e na pressão.

Como aconteceu contra o São Paulo na última partida da fase de grupos da Libertadores, o Galo entrou com vantagem, querendo segurar a partida. O Cruzeiro adiantou a marcação, foi para cima e dominou, com fez o time paulista naquele jogo.

Com dois gols de pênalti e o Galo estranhamente nervoso nas finalizações, o Cruzeiro parecia ter chance de retribuir os 3 a 0 da primeira partida no Independência e ficar com o título, já que tinha a vantagem pela melhor campanha e buscava um resultado igual.

Mas aí o Galo se lembrou como é seu jeito de jogar na etapa final. Mesmo com um resultado que ainda lhe era favorável foi para cima e teve muito mais chances que o Cruzeiro e poderia ter empatado ou até ganhado se não fossem as defesas de Fábio.

Ironia, acabou fazendo apenas um gol de pênalti, como foram os três da partida. Aliás, não gosto do Vuaden, com essa mania de ser "europeu e deixar o jogo correr" acaba não marcando muitas faltas claras. Como a que Dagoberto fez em Marcos Rocha no meio de campo antes de sofrer o pênalti de Gilberto Silva. Mas em relação aos pênalties, creio que acertou nos três, mesmo sendo dois contra meu time. O segundo contra o Galo foi daquelas besteiras que só o Richarlyson é capaz, com seu jeito atabalhoado, para dizer o mínimo.

Reclamam do pênalti sobre o Luan, que gerou o gol de Ronaldinho, mas o atacante do Galo foi empurrado por trás por dois jogadores azuis depois de colocar a bola na frente e ganhar deles na corrida. No final, mesmo sem esse gol o Galo seria campeão por mais uma vez ter usado bem o fator casa no Independência.

Agora, que venham os mexicanos do Tijuana na Libertadores. Jogos que serão bem difíceis. É hora de consultar o cardiologista...

0 comentários: