Destaques

quarta-feira, maio 22, 2013

Pinceladas cariocas - Sem time, sem estádio ou sem nada

Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook


por Enrico Castro

Prêmio de Fellype foi beijinho de Seedorf
Enquanto diversos estaduais consagravam seus campeões, no Rio de Janeiro, que já havia decidido a fatura há algum tempo, ocorreu a premiação dos melhores (melhores?!?!?) do Cariocão 2013. E o campeão Botafogo, sem surpresa, emplacou 7 jogadores na tal "seleção", entre as 10 indicações que teve. Fellype Gabriel, único dos titulares do alvinegro que não recebeu indicação, ficou revoltadinho e se recusou a comparecer à premiação. A outra ausência “sentida” foi do elenco do Fluminense, que não deu as caras por causa da (retrógrada) concentração para o jogo contra o Olimpia-PAR, válido pela Libertadores. A atitude tricolor motivou o chilique de Rubinho, presidente da FERJ, que em seu discurso fez questão de agradecer 15 dos 16 clubes participantes - e mais tarde, em entrevista, disse que o time de Abel Braga desprestigiou a competição com a utilização de jogadores reservas. 
Abel imita Zagallo: 'Que empate o melhor!'
Pergunta: que clube, em sã consciência, arriscaria a integridade física de seus jogadores titulares (diga-se de passagem já muito dados às lesões musculares) a disputar partidas infames em gramados que mais parecem campos minados, contra times que não fazem frente nem à seleção dos metalúrgicos do ABC, precisando jogar, paralelamente, o torneio mais importante do continente? Aliás, falando em Libertadores, Abel Braga, o "motivador" (técnico é quem treina!) com maior renda mensal que se tem conhecimento no mundo do futebol, soltou mais uma pérola ao comentar o fato do Flu iniciar no Rio de Janeiro a disputa pelas quartas-de-final: "Prefiro empatar em 0x0 em casa do que vencer por 2x1". O que passa na cabeça de uma pessoa dessas? O autor de uma asneira deste tamanho não deveria estar nos campos de futebol, mas sim no Senado Federal 
Vascaínos 'lotaram' estádio para ver o Tupi
Na semana passada, recebi o seguinte e-mail abaixo do amigo Luiz Otávio Filho, leitor da coluna, cruzeirense e morador de Juiz de Fora, cidade onde os clubes cariocas deverão mandar vários de seus jogos nos próximos meses: "(...) Com relação ao amistoso do Vasco contra o todo poderoso Tupi, embora a imprensa carioca tenha noticiado a partida como sucesso de público e renda, superando a média de público do estadual, por aqui o jogo foi tratado como decepção pelos organizadores uma vez que o estádio tinha capacidade para receber 19.000 torcedores e recebeu menos de 9.000. Para o jogo do Flamengo pela Copa do Brasil, o Estádio Municipal Radialista Mário Heleno teve sua capacidade ampliada para 31.000 lugares, já que é jogo de torcida única (desconheço qualquer torcedor do Campinense em JF, aliás, no mundo). As exigências do Corpo de Bombeiros foram atendidas. Filas estão sendo formadas para compra dos ingressos no centro da cidade, mas não acredito que passe dos 15.000 o número de pagantes. Nesse jogo observadores do Fluminense estarão presentes no estádio para verificar as condições do campo e das instalações para que o Flusão mande seus jogos por essas bandas. Já adianto que o campo está em perfeitas condições para receber partidas do mais alto nível de futebol... de praia." Ou seja: uns não têm time, outros não têm estádio, alguns não tem time nem estádio! Que Deus tenha piedade dos cariocas no Brasileirão 2013... 
Neymar: montado no dinheiro
Por fim, em razão do espaço já utilizado nesta coluna, fico impossibilitado de comentar a pesquisa realizada pela Pluri, empresa de consultoria esportiva, que decretou algo que todos já sabíamos: o Neymar sozinho vale mais que o elenco inteiro do Botafogo, e também mais que o do Flamengo, bem como o do Vasco. Pensando bem, melhor não fazer qualquer comentário, mesmo.

Enrico Castro é tricolor (do Rio!), analista de sistemas, servidor público. Entende tanto de futebol que tem certeza que o Dimba (aquele mesmo do Goiás, Botafogo e etc) é um craque e brilharia na Champions League. Não é preciso dizer mais nada.

0 comentários: