Destaques

segunda-feira, maio 24, 2010

Andrés Sanchez a balada, as mulheres e o Ronaldo – entre outros assuntos

Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook

Deu na Mônica Bergamo.

Andrés Sanchez, presidente do Corinthians e chefe da delegação brasileira na África do Sul, vai bem em alguns pontos e pessimamente em outros. Praticamente declara guerra à bancada, ou melhor, ala evangélica da representação nacional, afirma-se socialista, reconhece que Ronaldo só joga no Brasil porque está fora de forma, ensaia pose de bad boy falastrão, mas depois desanda. O problema de fato: tenta driblar – não necessariamente com muito sucesso – a pecha de homofóbico e preconceituoso.

Ele posou para esta bela (e realmente divertida) foto.


Aos trechos:
Balada x Oração e doses de homofobia
É melhor balada ou igreja?
De vez em quando, não só os baladeiros exageram, mas também os da igreja. O cara quer rezar de tarde, de manhã, de noite. É difícil.

Na seleção há mais "certinhos", como Kaká e Lúcio?
Talvez eles não sofram o mesmo assédio dos outros.

O Kaká não sofre?
E qual é o problema de ter mulher? Ainda bem. Já pensou se tivesse homem? Eu prefiro jogador que, se for solteiro, tenha dez mulheres do que um homem.

Mas qual é o problema de ter um homem?
No futebol tem preconceito, principalmente no Brasil.

O Ronaldo sofreu preconceito no episódio dos travestis?
E sofre. É lógico. Se fosse com oito mulheres, pra muitos ele seria herói. Macho. Másculo. Não tem nada a ver. Eu tenho amigo homossexual, gay, trans... como é que fala? Não é travesti, é...

Transexual.
Transexual. E que me respeitam, sem problema. 
 Sobre gestão:
A empresa mais fácil que tem de se trabalhar é time de futebol.(...) Você já tem o cliente, o torcedor apaixonado pela marca Corinthians.
Corrupção no ludopédio:
O termo (é só não roubar muito) não é esse, vamos dizer assim, publicamente. Mas é ter um limite na vida.
Ronaldo e o Corinthians:
Se ele (Ronaldo) estivesse 100%, bonitão, 70 kg, blá-blá-blá, você acha que ele tava aqui no Corinthians? E no Brasil? Ele tava na Europa! Não dá. Você tem que se contentar com aquilo que pode dar e que pode receber. Eu tô contente com o que ele tá dando e tenho certeza de que ele tá contente com o que o Corinthians dá pra ele. Tem outros jogadores que estão acima do peso aí. Mas ninguém fala.  
Política
Minha família é de sindicalistas, meus irmãos, meus tios. A gente tem esse lado. Eu sou socialista na essência.

Sobre jornalistas que querem manchetes
Vocês estudam e não entendem nada.

Deixo os comentários mais detalhados e discordâncias para os leitores.

7 comentários:

Glauco disse...

Entrevista lapidar em mais de um sentido. Mas acho que, no que diz respeito à homofobia, ele diz "preferir jogadores com 8 mulheres" porque reconhece no futebol um meio preconceituoso Claro que a historinha de "ter amigo gay" e não ser homofóbico é argumento fraco, mas ainda assim dou o benefício da dúvida ao cidadão...

No original, ele diz que tem jogador que só joga bem se estiver 3 quilos acima do peso e diz que o cara joga no Santos. Seria o Fábio Costa?

Agora, o "Vocês estudam e não entendem nada" deriva da própria confusão do entrevistado ao dizer que prefere que a torcida cresça a ganhar títulos. E depois se contradiz pra tentar explicar o que disse. Ficou esquisito.

Marcão disse...

Interessante o comentário "Mas é ter um limite na vida" na pergunta sobre corrupção. Deve ser uma coisa muito importante ter um limite para roubar.

Nicolau disse...

O Glauco tá sendo bondoso com o nobre cartola. Acho que tem boa cota de homofobia no comentário, mas entendo a argumentação posterior. E o cara se embanana todo na tese final sobre a relação entre títulos e crescimento da torcida. No fim das contas, o que fica claro é que o cara é uma figura e tanto, rs.

Anselmo disse...

talvez a tolerância com a homofobia esteja relacionada a reação de uma parte da mídia (a parte moralista) com a entrevista. Como esse é o pior momento dele, a relativizada (ou benefício da dúvida) serve pra amenizar nesse ponto. Ou não.

a parte da corrupção é mesmo divertida.

achei ótima a comparação dos baladeiros com os evangélicos. Nem me lembro de alguém que reze tanto a ponto de atrapalhar. só deixa os jogadores muito chatos.

Leandro disse...

O time é lider do campeonato, mas faz tempo que anda mal de dirigentes. Um deles, e dos graúdos, falou m... ontem em todos os sentido, inclusive literalmente.
Também está mal de treinador e um punhado de pernas-de-pau bem que poderia sumir do PSJ hoje mesmo. O capitão do time é um destes.
Dá vergonha ver o presidente que o Timão tem quando olhamos para outros como Bebeto de Freitas, Beluzzo e Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, por exemplo.
Pobre Coringão... O pior é que sempre esteve em mãos de gente dessa laia, salvo raríssimas exceções ao longo de sua história.
Se mesmo assim conseguiu ser o que é hoje, imagino o que poderia ser manejado por gente com cérebro e boas intenções.

Marcio-SJP disse...

Por partes:

Homofobia - Se ele não gosta de gay, é a opção dele...acho péssimo ser obrigado a falar que gosta de rosa...daqui a pouco vai ser crime ser hetero!

Balada Vs Igreja - Tudo que é demais atrapalha, acho que tem hora e local pra tudo! Lembrem de Marelinho Carioca (gosto muito dele) mas pousava de 100% Cristão e aprontava um monte.

Cartola & Corrupção - Talvez na decada de 50 existia o cartola que tinha amor ao clube ao bairro, etc...Hoje é muito dinheiro!

Mas na média, o Sanchez tem feito um bom trabalho para o Corinthians.

abraços,
Marcio

Anselmo disse...

Márcio,
o Andrés Sanchez não precisaria ter dito que gosta de gays para não ser homofóbico. ele se enrolou com a comparação entre 10 mulheres e um homem -- desnecessária, era só não ter usado esse exemplo que não deixa nada claro o que ele tá querendo dizer.

O desfecho de que tem muito preconceito no futebol é o que foi qualificado como tentativa de driblar sem muito sucesso essa pecha.

O post não chama o cabra de homofóbico, indica que ele se enrolou.

Se ele tava falando de evangélicos, por que caiu na história de "prerido jogador com 10 mulheres do que com um homem"? Por que se enrolou. E não conseguiu se sair bem dessa. de resto, ele não foi tão mal mesmo.