Destaques

terça-feira, outubro 01, 2013

Som na caixa, manguaça! - Volume 71

Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook

VOU BEBER ATÉ MORRER

(Evaldo Freire/ Tina)

Evaldo Freire

Traga-me um copo de outra cerveja
Bote aqui na mesa deste bar
Porque não posso ver você mulher com outro
Por ti, querida, eu só vivo a lamentar

Como é que eu posso viver sem ter um amor
Vivo bebendo sem ninguém me socorrer
Só porque bebo as moças me recusam
Só por capricho vou beber até morrer

Mas não tem nada
Por eu viver na solidão
Você merece castigo, mulher
E Deus lhe dará o perdão


Mas não tem nada
Por eu viver na solidão
Você merece castigo, mulher
E Deus lhe dará o perdão

(bis)
 

Bebo por ti, morena dos olhos pretos
Porque falei pra contigo namorar
Tu me mandaste que eu fosse pra o inferno
Levasse um tubo de cachaça pra tomar
 

Mas não tem nada
Por eu viver na solidão
Você merece castigo, mulher
E Deus lhe dará o perdão
(bis)


(Do LP "A dor de uma paixão", EMI Odeon, 1980)


0 comentários: