Destaques

terça-feira, outubro 14, 2014

Som na caixa, manguaça! - Volume 78

Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook

GOTA DE SANGUE
(Angela Ro Ro)

ANGELA RO RO


Não tire da minha mão esse copo
Não pense em mim quando eu calo de dor
Olha meus olhos repletos de ânsia e de amor

Não se perturbe nem fique à vontade
Tira do corpo essa roupa e maldade
Venha de manso ouvir o que eu tenho a contar

Não é muito nem pouco eu diria
Não é pra rir mas nem sério seria
É só uma gota de sangue em forma verbal

Deixa eu sentir muito além do ciúme
Deixa eu beber teu perfume, embriagar...
A razão, por que não volto atrás?
Quero você mais e mais que um dia...

Não tire da minha boca esse beijo
Nunca confunda carinho e desejo
Beba comigo a gota de sangue final
Beba comigo a gota de sangue final


(Do LP "Angela Ro Ro", Polydor, 1979)


3 comentários:

Anônimo disse...

Essa moça da capa é a própria Angela Ro Ro?
Caraca, o tempo é cruel...

Marcos Futepoca disse...

Ela mesma, em carne, osso e copo!

Marcos Futepoca disse...

PS.: A propósito, vi um trecho do programa que ela comanda no Canal Brasil, "Nas ondas da Ro Ro", e ela estava fazendo um brinde com a cantora Leila Pinheiro. "Saravá!", disse, levantando o copo. E arrematou: "Esse é o meu chá MALTE!"