Destaques

segunda-feira, dezembro 22, 2008

Em "pelada", Manchester é campeão do mundo

Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook

Quem aí acordou cedo ontem para assistir à decisão do Mundial de Clubes entre Manchester United e LDU? Eu não levantei especificamente para ver a peleja, mas, já que havia acordado pouco depois de começar a partida, assisti a praticamente todo o confronto.

E afirmo que, se tivesse me programado para levantar unicamente para ver a partida, estaria reclamando até agora as horas de sono desperdiçadas. O jogo de ontem foi bem, bem fraco. De um lado, um time com inegável qualidade técnica mas que não soube abrir espaços no adversário; e do outro, atletas que pouco mais tinham a oferecer além de sua boa vontade. 

Então o que se viu foi um Manchester que detinha a posse de bola, mas que não atormentou como deveria a meta do goleiro Cevallos. Cristiano Ronaldo mostrou sua habilidade em alguns lances, mas não teve a movimentação que se espera dele. Carlitos Tevez, cada vez mais parecido com o Blanka, foi figura praticamente nula. As glórias então ficaram com Wayne Rooney, autor do único gol do jogo.

Rooney também levou o tradicional carro dado ao melhor jogador da decisão, e foi também o melhor do campeonato. Cristiano Ronaldo ficou em segundo e o argentino Manso, da LDU, foi o terceiro.

Parabéns ao Manchester, que chegou assim ao seu segundo título Mundial - o primeiro é aquele de 1999, de triste lembrança aos palmeirenses.

7 comentários:

Fabricio disse...

Outro dia revi os melhores momentos do jogo de 99. Impressionante como o Palmeiras perdeu gols.

E, pela milésima vez, lembro que o Palmeiras teve um gol legítimo anulado que ninguém lembra.

Anselmo disse...

eu nem lembrei do jogo...

Nicolau disse...

A despeito do que aconteceu em campo, confesso que fiquei bastante satisfeito com a derrota palmeirese em 99, hehe.

Fabricio disse...

O Palmeiras perdeu o jogo única e exclusivamente por dar mais valor ao time do Manchester do que devia. Assim como o Vasco contra o Real Madrid no ano anterior.

Me parece que o Palmeiras é um dos poucos times que consegue as façanhas de jogar partidas de modo muito superior e ainda assim perder ou passar apertos mais do que evitáveis.

André Augusto disse...

O Manchester não jogou muito, até pq se limitou pela expulsão de Vidic. Mas soube se impor e mesmo desfalcado com 10, se impôs.

olavo disse...

Fabricio, mas por esse mesmo princípio, Inter e São Paulo também deram muito valor a Barcelona e Liverpool... não acho que foi isso que determinou a derrota de Vasco e Palmeiras, e sim circunstâncias de jogo mesmo.

Jogando Por Música disse...

Até tive vontade de torcer para a LDU, mas tive que torcer pelo Manchester para retribuir a alegria de 1999...