Destaques

quinta-feira, abril 15, 2010

Classificação garantida

Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook

O Corinthians está oficialmente classificado para as oitavas de final da Libertadores. Com 13 pontos conquistados em 15 disputados, invicto, o Timão não pode mais ser ultrapassado por nenhum de seus fracos concorrentes.

Cair num grupo que se mostrou fraco pode dar ainda ao Timão a vantagem de sair com a melhor campanha da primeira fase, o que dá certos privilégios no resto da competição. Nada que decida, mas dizem que era importante.

Muito bem, mas e o futebol? Bom, esse aparece de vez em quando. No jogo desta quarta, contra o Racing, no Uruguai, tivemos um primeiro tempo muito seguro, com toque de bola tranquilo, algumas chances nossas (numa delas o gol de Dentinho) e poucas do adversário.



O segundo começou melhor ainda, com marcação na saída de bola dos caras, boas tabelas e pressão total. Mas, depois de uns 10 minutos, o time recuou inteiro e levou calor do fraco Racing – que naõ chegou a ter nenhuma chance clara de gol, que eu me lembre, mas ficou aquela bendita bola rodando a área, esperando a zica bater. Mas dessa vez um contra-ataque bem encaixado levou ao gol de Elias, de cabeça, fazendo 2 a 0 e batendo o prego no caixão.

Dentinho jogou muito, fez um gol e algumas jogadas bem legais. Devia ir mais pra cima dos adversários, tentar mais o drible. Mas foi o destaque alvinegro. Cresceu bastante sem as obrigações de marcar o lateral, fechar o meio e outras que o esquema do ano passado reservava ao camarada.

Nessas eu entendo e apóio o 4-4-2 que o Mano está tentando botar pra funcionar. Mas ainda acho que o time precisa de um meia de verdade na direita, pra aproximar mais do ataque. Elias rende alguns bons passes na meia, faz gols e tal, mas vai melhor vindo de trás como volante. Quem na meia? Se o multi-homem Jorge Henrique encarar, é dele. Mas eu apostaria em Defederico – se ele não for para o River, como diz nessa notícia do Lance...


Mas o fato é que, quando decide pressionar, parece que o time funciona. Talvez o que falte mesmo seja Ronaldo voltar a jogar bola. Ou o treinador parar com essa mania de recuar tanto quando em vantagem. Vamos ver contra adversários mais fortes como a coisa anda - o que ainda não vai ser o caso contra o Independiente de Medellin, dia 22, no Pacaembu, último jogo da primeira fase.

7 comentários:

Marcão disse...

Ouvi dizer que Roberto Carlos, mais uma vez, fez excelente partida. Só em ano de Copa esse povo começa a se coçar...

Victor disse...

É uma vantagem mesmo estar entre os primeiros, porque aumenta-se a chance de pegar logo o Flamengo nas oitavas.

Marcio-SJP disse...

Decidir os jogos em casa é uma grande vantagem, mas o time precisa jogar né!

Agora falam muito da mulecada do Santos, mas o que o Dentinho tem feito nos ultimos tempos merece um olhar especial do Dunga.

abraços,
marcio

Anselmo disse...

nem consegui assistir o jogo docorinthians. eu ficava trocando de canal, mas a cada vez q eu fazia isso o santos fazia um gol.
aí não rolou.

Leandro disse...

O que pude acompanhar dos jogos de outros grupos demonstrou que esta chave do Corinthians não é tão fraca quanto disseram desde o começo.
Pelo contrário, pois vi alguns jogos de outros grupos (e de doer, diga-se) com times ainda mais fracos.
O Racing, inclusive, era pintado como grande saco de pancadas, e tem chances até de passar entre os melhores segundos colocados.
O problema é que, a exemplo de 2003 e 2006, o presente de grego por terminar em 1º pode ser encontrar novamente um time de peso logo nas oitavas.
E se é assim, Mané Meneses tem que parar com essa mania de esperar o adversário empatar depois que o time faz 1x0.
É retranca demais para o meu paladar.

Olavo Soares disse...

Primeira fase de Libertadores é um torneio com nível similar ao do Campeonato Paulista, essa é a verdade.

Glauco disse...

Olavo, em alguns grupos a Libertadores tem um nível técnico inferior ao do Paulista.