Destaques

terça-feira, setembro 03, 2013

Maluf, insuperável

Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook

 

O site Terra faz hoje uma imperdível recuperação das melhores frases ditas pelo - insuperável - Paulo Maluf, ampliando coletânea publicada em 2012 pelo jornalista Xico Sá, no site da Folha de S.Paulo. Reproduzo, aqui, dez das mais históricas (e impagáveis):

1) "Professora não é mal paga, é mal casada." - Em discurso proferido em 1981, quando era governador de São Paulo, nomeado pelo governo militar.

2) "No Brasil, o político é veado, corno ou ladrão. A mim, escolheram como ladrão." - Durante a escolha do Colégio Eleitoral.

3) "O que fazer com um camarada que estuprou e matou? Tá bom, está com vontade sexual, estupra, mas não mata." - Durante palestra para médicos e estudantes de medicina, na campanha para presidente da República, em 1989.

4) "Não se pode comprar deputados, porque eles saem por aí contando e você se desmoraliza com o eleitorado." - Em 1996, no seu último ano como prefeito de São Paulo.

5) "Vote no Pitta e, se ele não for um bom prefeito, nunca mais vote em mim." - Em 1996, durante programa eleitoral do candidato à prefeitura de São Paulo Celso Pitta, seu afilhado político.

6) "Ela é obediente, vota no candidato que o marido manda." - Na campanha ao governo do Estado de São Paulo, em 1998, ao referir-se à esposa, Sylvia.

7) "Nossa polícia é boa, o que atrapalha é essa política de Direitos Humanos para bandidos." - Na mesma campanha eleitoral.

8) "Já disse mil vezes e vou repetir, democraticamente, mais uma: não tenho conta na Suíça." - Em 2004, ao rebater denúncias do Ministério Público sobre ter contas ilegais no exterior.

9) "A minha ficha é a mais limpa do Brasil." - Durante convenção do PP, em 2010.

10) "Eu, perto do Lula, sou comunista." - Durante eleição para prefeito de São Paulo, em 2012.

0 comentários: