Destaques

segunda-feira, setembro 22, 2008

O Empatador

Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook

O São Paulo é um time esquizofrênico. Sem razão aparente, de um jogo para o outro muda a forma de jogar de uma maneira tão intensa que não parece a mesma equipe. Revisando todos os resultados até agora, o que se encontra é uma alternância entre ótimos jogos (contra o Atlético-MG e o Palmeiras no 1º turno e os dois contra o Flamengo, por exemplo) e empates modorrentos. Derrotas? Poucas, só 5, uma a menos que o líder Grêmio.

O problema é que os empates modorrentos estão quase empatando com as vitórias. Ao fim da 26ª rodada, são 11 contra 10. Ninguém empatou tanto. Nenhum time se arrisca tão pouco para vencer, como se a vitória ainda valesse 2 pontos.

O jogo de agora há pouco na Ilha do Retiro, contra o Sport, foi uma prova disso. No final do jogo, um empate em 0 a 0, Muricy Ramalho tirou Dagoberto, que até estava se esforçando e dando trabalho para a defesa do Sport, para a entrada de Richarlyson. Qualé, Muricy? Queria garantir o empate fora de casa?



É evidente que o São Paulo saiu da luta real pelo título, se é que um dia esteve nela. O que resta é a vaga na Libertadores, que também está bem difícil. Mas esse time realmente me intriga pela irregularidade. Eu entendo que contar com Éder Luis e André Lima para fazer gol é de chorar. O último acabou com TODOS os ataques do São Paulo que passaram por seus pés no jogo contra o Sport, porque não consegue dominar uma bola. E ainda perdeu um gol incrível no rebote do chute de Hugo, que bateu na trave.

Mas e o resto do time? O que pensar quando Jorge Wagner não acerta os cruzamentos, sua especialidade? Quando Hernanes erra boa parte dos passes? A defesa, que era porto seguro no ano passado, volta e meia faz suas lambanças. Essa resposta eu não tenho, só sei que o Muricy vai ter que rebolar para fazer o time ser mais regular. Enquanto isso, só me resta torcer contra os outros - e torcer para a Lusa, que devolveu a lanterna para o Ipatinga, não cair.

ps: só para registro: a arbitragem de Djalma Beltrame foi um desastre. Sorte dele que o jogo foi tão ruim e os jogadores estavam tão desinteressados que nenhuma porradaria mais forte aconteceu.

4 comentários:

Marcão disse...

Me dá a impressão que até o Muricy já jogou a toalha. Ontem, após o jogo, disse que já é lucro passar 6 partidas sem perder. Questionado sobre suas declarações de um mês atrás, quando disse que o time tinha que vencer dentro e fora de casa, o treinador resumiu a apatia atual: "é o que dá pra fazer".

Não sou defensor intransigente de Muricy, até porque, se o Zé Luís tá bem como lateral e as melhores partidas do Joílson, até hoje, foram no meio, por que inverter os papéis, ora bolas?!?? E esperar os 30 do segundo tempo pra mudar jogador é uma coisa irritante.

Mas, como frisou a Thalita, a "modorrência" dos jogadores do São Paulo acaba livrando a cara do técnico. Jorge Wagner não merece ser titular. Hernanes parece deprimido por não ter ido pra Europa. André Lima é um fiasco, Dagoberto é um esforçado (só isso) e Hugo...bem, um time que depende do Hugo pra fazer gol está em maus lençóis.

O São Paulo de hoje é apático, sem raça, sem vontade, sem força. É um catado com alguns sobreviventes do bi-brasileiro (que estão loucos pra arrumar uma transação lucrativa), alguns "reforços" que não disseram ao que vieram e um ou outro novato sem muito brilho. A fase é tão angustiante que o mais regular do time, dentro de sua (ampla e irrestrita) limitação, é o André Dias.

Precisa falar mais alguma coisa?

Ps.: Continuo não acreditando na vaga para a Libertadores.

Anselmo disse...

péssimo o resultado do sport, empatar em casa... tropeços acontecem.

Thalita disse...

pois é... ainda bem que contra o Palmeiras o Sport não tropeça, rsrsrs

Anselmo disse...

É disso que eu tô falando.

No returno, o Sport tem a 4a melhor campanha. Tá atrás do Goiás, Palmeiras e Inter. Em casa, o Sport tem duas derrotas e 3 empates. Em 13 jogos.

Tirar um empate na Ilha do Retiro não tão é fácil. Por pior que tenha sido o desempenho do time paulista e seus efeitos por causa das combinações de resultados, não é um resultado tão ruim assim. O tropeço, insisto, é do Sport.