Destaques

segunda-feira, novembro 30, 2009

Reta final do campeonato brasileiro, a paranoia e a mistificação

Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook

O Futepoca é bom de mesa de bar e melhor ainda de ouvir histórias sem sentido. Conheça as melhores histórias sobre por que o Brasileirão 2009 tem mais sobe e desce que vida de ascensorista às 18h de sexta-feira.

São Paulo, DEM e o foco
Para tirar holofotes do governador do Distrito Federal José Roberto Arruda, cujas denúncias contra si são claras e fortes, e sugerem um esquema de corrupção amplo, antigo e complexo, o São Paulo Futebol Clube teve que bagunçar o coreto (como já diriam nossas avós). São conhecidos os elos entre a diretoria tricolor e o DEM, além de ser o partido de Marco Aurélio Cunha, vereador da capital, o prefeito Gilberto Kassab foi homenageado pela diretoria em evento que constrangeu são-paulinos de esquerda.
Por isso, diante dos supostos apelos da executiva do partido, teria sido necessário entregar o jogo para tirar os holofotes do escândalo de corrupção. É o futebol se submetendo à política.
Quase plausível, né?

Muricy é agente infiltrado
Segundo um palmeirense manguaça me garantiu, a demissão de Muricy Ramalho pelo São Paulo e sua posterior contratação pelo Palmeiras nada teve a ver com o até então fraco desempenho Tricolor e com a desgovernada ação de Vanderlei Luxemburgo. Tudo não passou de uma estratégia armada nos domínios do Cícero Pompeu de Toledo para minar as forças alviverdes no Brasileirão.
Muricy receberia, ainda segunda a ébria e nada confiável fonte, do ex-clube para tumultuar as coisas no Palestra Itália e deu no que deu. Claro, faz todo sentido.

Os cariocas sempre conspiram
Do tradicional bairrismo paulista de ver tudo no futebol contra o estado de São Paulo, vem a teoria da conspiração eterna pró-Rio de Janeiro. Tudo começou com a escalada do Flamengo pelo título, do Fluminense contra a degola, incluindo a volta do Vasco. Tem a partida entre rubro-negros e o Corinthians com supostos erros de arbitragem e o apito do Carlos Eugênio Simon pró-Fluminense e contra o Obina. Há ainda o interesse da Globo em prejudicar o Palmeiras e o São Paulo com arbitragens e decisões da Justiça Desportiva. Porque, segundo corintianos, tanto o STJD quanto a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) têm interesse em fazer do Flamengo o campeão. Os indícios passam por suspensões de jogadores do São Paulo e pela retirada da partida entre Corinthians e o agora líder do Pacaembu.
As variações da teoria só não explicam como o Botafogo pode estar também na zona do agrião. Mas conspiração não precisa explicar tudo.

Tirar o brilho do Vasco
Essa está num Fórum de Vale Tudo (o esporte ou luta). O São Paulo só perdeu para o Flamengo para tirar o brilho da volta do Vasco à Série A. Com o rubro-negro na liderança a uma rodada de ser campeão, toda mídia seria ganha pelo carioca que desfruta da taça da elite. Será que o Eurico Miranda estaria envolvido nessa ou é muito coisa de antivascaínos?

E tem a sua
Qual é a sua teoria para explicar porque o futebol brasileiro vem oferecendo tantas emoções?

5 comentários:

Glauco disse...

Minha conspiração predileta é a primeira, porque mistura futebol e política na medida certa, hehe.

De verdade, pior é que tem quem acredite em muitas dessas.

Edison Junior disse...

Fina ironia para as carradas de bobagens que foram ditas e até publicadas nas últimas semanas. Boa!

Moriti disse...

Na minha opinião, o problema é com o troféu deste ano, que deve estar impregnado com alguma maldição do tipo "quem ganhar este vai amargar jejum de longos anos sem título". Aí, ninguém quer e um clube fica empurrando pro outro. É uma teoria voltada ao misticismo, que explica o porque do Gangorrão.

Anselmo disse...

rapaz...

Faltou incluir a parte em que o Grêmio vai entregar pro Flamengo pra não deixar o inter levar.

Mas aí nem sei se é conspiração...

Nicolau disse...

Meu pai vaticinou que nenhum carioca cai e que o Flamengo ia ser campeão desde a escolha do Rio para sede da Olimpíada 2016. "Ah, agora vão jogar tudo pro Rio, naõ tem jeito", disse ele. A teoria é semelhante à dos paulistas, mas o motivo é mais focado, hehe.