Destaques

segunda-feira, setembro 20, 2010

O Polvo Paul decide

Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook




Arte do camarada Thiago Balbi, a partir de uma ideia nascida no fórum adequado.

Sem comentários.


12 comentários:

Fabricio disse...

Isso mostra que o Polvo sempre acerta quem vai ganhar.

Glauco disse...

Ué, Fabricio, não sabia que a Veja era candidata... Seguindo a lógica, isso mostra que a a velha mídia é um partido político mesmo.

fredi disse...

Fabrício, quer legenda para a piada?

Maurício Ayer disse...

A piada é ambígua. Dá total margem à leitura que fez o Fabrício. Confesso que tomei um susto num primeiro momento. Depois, com alguns relances de análise, entendi o que ela queria dizer.
Meu voto é pelo desenvolvimento do projeto inicial.
Pronto, sugeri.

Jogo Aberto disse...

Boa Noite,Esta afim de trocar de link eu add o link do seu blog e vc add do meu blog?
blz?braços.

Marcão disse...

Palmas para a canelada do Fabricio, muito precisa. A arte dá margem a isso, sim.

Camilo disse...

Eu achei, num primeiro momento, que a charge chama a Dilma de merda (pode escrever merda aqui?). Num segundo momento, que até merda é melhor que o Serra. E num terceiro, que merda é melhor que a Veja (mas isso é óbvio demais). Viu? Três interpretações.

Anselmo disse...

tudo bem dar margem pra mais de uma interpretação. qdo o leitor observa a imagem em 100%, fica mais claro q se trata da veja e do polvo paul, que poderia ter fugido da última capa da revista ou coisa assim.

a redução deixa a logo da veja mais discreto. até porque, esse foi o objetivo da capa, fazer um cartazinho de campanha.

mas por que a gente precisa fazer uma leitura semiótica do caso?

fredi disse...

Claro que se precisa explicar a piada ela não tem sentido.

Mas para os que fizeram é bom deixar claro que o sentido era o do C do Camilo.

Mas acho que fica assim mesmo, cada um vê o que quer.

Marcão, o que é uma canelada precisa?

Inventamos a "canelada arte"?

Maurício Ayer disse...

já que para tudo há polêmica (ô saudade do fórum adequado), acho que há um erro na piada. porque o polvo paul não escolhe alguma coisa por gosto. o polvo paul escolhe o vencedor, e nesse caso o vencedor é a merda? quer dizer, o polvo paul mudou o procedimento ou realmente estamos comparando a vencedora (dilma) à merda?
mas nessa minha comparação (que seria a primeira hipótese do camilo), a comparação é da merda com o serra. só fui desconfiar de que alguma coisa estava errado porque estamos no futepoca (e haja semiótica), e no contexto não fazia sentido essa mensagem, uma vez que contradiz todo o sistema do entorno.
mas se o que se queria era mostrar que o polvo ia optar entre a merda e a veja (o que também não fica claro, pois não é a veja em geral, mas aquela que é o cartazinho do serra), aí fica estranho, porque de qualquer jeito a merda ganhou da veja, ou da campanha que a veja faz... enfim, a que merda veio essa merda, merda?!!!

Marcão disse...

Fredi, a canelada foi precisa justamente pela explicação do Maurício: "o polvo Paul escolhe o vencedor, e nesse caso o vencedor é a merda". O Fabricio atentou para isso logo de cara.

Adhemar Santos disse...

Essa piada é o clássico exemplo do "tiro que sai pela culatra". HAHAHAHA