Destaques

domingo, dezembro 16, 2007

O retorno de um gigante em 2002

Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook

Ontem completou cinco anos da conquista que trouxe o Santos de volta ao panteão do qual nunca deveria ter saído, embora a ausência de títulos durante longos períodos seja comum a quase todos os grandes.

Era 15 de dezembro de 2002 quando Robinho deu oito pedaladas sobre Rogério. Sobre ele recaía toda a atenção, já que Diego havia saído a um minuto de jogo, contundido. Mesmo assim, aos 18 anos, pegou a bola como um veterano para cobrar o pênalti feito pelo corintiano. Quando a coisa parecia apertar, tomou a bola, arrancou e cruzou para Elano marcar o verdadeiro gol do título. Coroou sua atuação fazendo Vampeta e Kléber dançarem perdidos, só assistindo o atacante servir Léo, que fez um golaço com a perna direita.

Desde então, é um dos clubes brasileiros que mais acumulou pontos em rankings de torneios, sendo o melhor brasileiro no ranking da Fifa. Foram dois títulos brasileiros, dois vices, um vice na Libertadores, outro no Paulista e mais um bicampeonato estadual nesses cinco anos.

Embora 2008 não pareça tão alvissareiro se se observar o time, as coincidências do dia 15 de dezembro de 2007 talvez estimulem os supersticiosos. Neste dia, Emerson Leão, que capitaneou o título de 2002, era confirmado como o novo treinador do Santos, enquanto o time sub-20 sagrava-se campeão paulista, com jovens valores como Wesley, Thiago Carletto e Alemão, e uma campanha incontestável de 15 vitórias, 4 empates e 2 derrotas. Nas semifinais, de novo o Corinthians foi a vítima, derrotado nas duas partidas. Será possível um milagre se repetir?

PS: Santista, se você assistir o vídeo e tiver vontade, pode chorar que não é vergonha. É orgulho.

14 comentários:

olavo disse...

Vi esse vídeo ontem e fui às lágrimas. Porra, esse foi o melhor dia da minha vida, fácil, fácuil.

Marcão disse...

As cenas das pedaladas eu já tinha visto, o resto, nunca. Foi um jogaço, realmente, com virada do Curintia e o Santos dando o troco. Robinho matou a pau.

Victor disse...

Galuco, como digo lá no Blá blá Gol, acho que o Santos pode começara a perder a gordura acumulada dos tempos de Robinho.
O desafio santista é se manter na crista da onda nas épocas de vacas magras como faz o São Paulo, e não depender de uma geração ocasional.

Edu Maretti disse...

Companheiro alvinegro Glauco, diz o Uol hoje (ontem parecia mais concreto, né) que "Leão nega acerto, mas diz estar perto". Fora essa novela chata, espero que Leão assine mesmo. É simbólico, eu gosto de simbologias, e tem poucos clubes de futebol tão cercados de simbologias bonitas e misticismos inegáveis como nosso Santos Futebol Clube. Eu não conseguia ver o Santos apático de 2007 (embora lindamente bicampeão paulista) como campeão em 2008. Acho que o Leão será bem-vindo se vier com o espírito desarmado. Por exemplo, como santista eu prefiro que ele trabalhe com o Fábio Costa do que sem o Fábio. Mas se o Fábio Costa não for "o cara" do gol pro Leão, tem que ser alguém pelo menos igual, o que é muito difícil. E por aí vai. Tirando as idiossincrasias leoninas, que o Leão seja bem vindo.

Rodrigo Pires disse...

Nesse dia eu estava no Morumbi, como todo Santista roxo, e foi a segunda vez que chorei por causa do meu time... de alegria, claro! A primeira foi em 85, no epico 5 x 2 contra o Fluminense no Pacaembu.
SANTOS SEMPRE SANTOS

Esteban disse...

Hola.

para nosotros brasileños son boludos y idiotas.

Milan es un equipo Italiano y usteds brazucas de la mierda fican la idolatar un equipo que muy pouco tien de brasileños.
acá nosotros no ter dubida que Boca Juniors es mejor y maior equipo del mundo.
Boca es mucho superior los mediocres y falidos equipos de brazil.

quen sos equipos de brazil para si conparar con Boca Juniors.
los equipos mediocres y falidos de brazil no son NADA .

saludo,

esteban crustille
cordoba

Anônimo disse...

L i n k s & S i t e s
Seleção dos melhores Sites do Brasil!
http://www.lksites.com

Parabéns pelo seu Blog!!!

Você está fazendo parte da maior e melhor
seleção de Sites do País!!! - Só Sites Premiados -
Selecionado pela nossa equipe, você está agora entre
os melhores e mais prestigiados Sites do Brasil!

O seu link encontra-se no item:
" CANAL 3 " => Blog = Letra F

http://www.lksites.com/blog

- Os links encontram-se rigorosamente
em ordem alfabética -

Pegue nosso selo em:
http://www.lksites.com/selo

* Aproveite e insira também nossa "Janelinha" no seu Site.
Veja como => http://www.lksites.com/janelinha/janelinha.shtml

Seus visitantes irão adorar!!!


Um abraço,
Dário Dutra
- Webmaster -

http://www.lksites.com/
....................................................................

Thalita disse...

Esteban, seu boludo!
estávamos com saudades!

Victor disse...

A Esteban, con amor.

Leandro disse...

O grande responsável pelo título, nos dois jogos, foi Fábio Costa.
As pedaladas valem muito como fenômeno, digamos, "midiático", mas quem decidiu mesmo foi Fábio Costa, enquanto o Corinthians tinha que contar (ou não contar) com Doniéber Alexander Marangão guarnecendo(?) sua meta.

Glauco disse...

Esse argumento fabiocostista é tipicamente corintiano, pra dizer que o Santos jgou menos que o Corinthians.
Recapitulando a história, no primeiro jogo o Corinthians praticamente não teve oportunidades de gol, é só procurar no YouTube. O Santos jogou melhor e poderia ter vencido por mais de 2 a 0.
No segundo, de fato Fábio Costa fez defesas importantes, e até seu preterido Doni as fez. Mas o Corinthians precisaria, numericamente, de três gols para ser campeão. Acho que é uma vantagem incontestável, né?
Além das pedaladas, lance raro no futebol mundial e que Dualib negou ceder a imagem para um vídeo da Fifa, ele participou dos outros dois gols. Aliás, esse argumento do fenômeno midiático é igualzinho ao do Citadini à época, que afirmava que "Robinho não era melhor que Gil" (meu Deus). Além de atrasada, sua argumentação não é nem um pouco original.
Mas, Leandro, entendo sua posição. Afinal, sem ter com que estufar o peito com as "façanhas" da sua equipe, tem que vir aqui tentar provocar santistas e sãopaulinos. Mesmo assim, pode vir sempre que a gente não liga, só contra-argumenta.

Leandro disse...

O argumento do fenômeno midiático nada tem a ver com as comparações de Citadini em relação a Robinho, Kaká e Gil. Nada original é a velha cantilena das pedaladas, que nada resolveriam não fosse a grossura do Rogério. Em cima dele e do Sheidt eu também pedalaria.
Quanto ao Fábio Costa, ele fez bem mais que três defesas impossíveis no último jogo.
Melhor para o Santos, que, ao contrário do Corinthians, tinha melhor defesa e um belo goleiro que conduziu a equipe ao título.

Thalita disse...

vendo o vídeo agora achei que a falha da defesa do corinthians foi muito maior no segundo gol. o que foi aquele carrinho no vazio??? Bizarro! Quem era o número 3 do corinthians?

Glauco disse...

Anderson, que fez o segundo gol do Timão. Jogador habilidoso faz isso com o zagueiro. A propósito, a Gaviões tinha pedido para o elenco "bater" em Robinho durante os treinamentos do meio da semana, seguindo a linha Danrlei de solução de problemas. O Rogério fez isso, o Anderson tentou. Talvez, se ele tivesse acertado, seria expulso.