Destaques

domingo, junho 22, 2008

Clóvis Messias é o novo colaborador do Futepoca

Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook

Agora está confirmado: estréia nesta segunda-feira, dia 23, aqui em nosso blogue, a coluna "No butiquim da Política", com o histórico jornalista Clóvis Messias (foto). Dirigente do Comitê de Imprensa da Assembléia Legislativa de São Paulo, Messias quer abordar, de forma didática (ou antes: no formato de papo de buteco), temas espinhosos mas cruciais como ética na política, falta de comprometimento dos políticos com os eleitores e partidos, má utilização do dinheiro público, democracia "sofismática", enfim, um monte de assuntos para dar pano pra manga aqui no Futepoca.

Conheci Clóvis Messias por meio do programa de rádio ABCD Maior no Ar, que apresento diariamente na região do ABC paulista. Modesto, quase nada fala de sua carreira - que é extensa. Fuçando no site de Milton Neves, descobri que esse paulistano da Vila Matilde começou na Rádio Nacional em 1957, e também na TV Paulista. Dois anos depois, estava na TV Continental, no Rio de Janeiro. Por ela, Messias cobriu a inauguração de Brasília e integrou a famosa equipe esportiva comandada pelo cronista Waldir Amaral, em link com a Rádio Panamericana de São Paulo (aquela das narrações de jogos do Brasil na Copa de 58, que estamos reproduzindo aqui no blogue).

Ainda no Rio, Messias trabalhou na Rádio Tupi e na Mayrink Veiga. De volta a São Paulo, em 1965, foi trabalhar na Piratininga. Pouco depois, chegou à Rádio Jovem Pan, onde ficou por quase dez anos. Em 1974, foi levado para a Rádio Bandeirantes. Na hoje Band-AM, Clóvis Messias integrou a equipe em que Fiori Giglioti era narrador. Em 1976, começou a cobrir política, tanto na Assembléia de São Paulo quanto no Congresso Nacional. Participou também da implantação da Central Brasileira de Notícias (CBN de São Paulo) e coordenou o jornalismo na Rádio Capital-AM.


Foto do site do Milton Neves: em 1969, no Pacaembu, jornalistas entrevistam o Rei Pelé. Clóvis Messias é o primeiro à esquerda, de costas.

2 comentários:

Renata Carrero Durante disse...

Sr. Clóvis,
Boa Sorte, sucesso e grandes realizações!!!

Benedito disse...

Que beleza! Finalmente saberemos o que se passa dentro daquele elefante branco chamado Palácio 9 de Julho. Quanto o contribuinte gasta para manter aquela estrutura? E o que os seus integrantes devolvem em benefícios aos cidadãos e em transparência na política estadual? Sinceramente, não faço a mínima idéia. Bem-vindo, Clóvis.