Destaques

quinta-feira, junho 04, 2009

Petrobras lança blogue para se preparar para CPI

Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook

Em meio a um turbilhão político e alvo de denúncias, a Petrobras lançou, na quarta-feira, 3, um blogue dedicado a prestar esclarecimentos à população, ao Senado e à mídia. Petrobras Fatos e Dados (clique aqui) promete informações "recentes da Petrobras e o posicionamento da empresa sobre as questões relativas à Comissão Parlamentar de Inquérito".

Na plataforma Wordpress.com, usando o tema padrão do sistema, há três textos publicados dedicados a diferentes assuntos. O primeiro aponta para o site especial da companhia sobre as reservas da camada pré-sal, outro reproduz nota à imprensa sobre pagamentos de tributos – pivô e ponto de partida da oposição para tentar reeditar a CPI do Fim do Mundo – e uma afirmação da transparência da empresa.

A plataforma é divulgada dois dias depois de a General Motors (GM) nos Estados Unidos lançar o GMreinvention. No caso da montadora, a crise é econômica e a intenção é explicar as etapas da concordata para investidores, jornalistas e o público em geral.

Enquanto os estadunidenses prometem abusar de redes de relacionamento virtual como Facebook, Twitter e Flickr, a da Petrobras não menciona ainda a questão.

Isolamento
Ainda sem receber esclarecimentos da assessoria de imprensa da Petrobras, imagino que se trate de uma tentativa de isolar o assunto. Na página institucional, a CPI é mencionada como exemplo de uso do blogue. Já na Agência Petrobras de Notícias, voltada à relação com a mídia, é só um"espaço interativo na internet".

Reprodução


Tratamento distinto nas homes e no miolo. Aparentemente, a
companhia tenta afastar o desgaste da página institucional


O lançamento do site me levou a pensar se o Senado não deveria buscar formas de consolidar as informações além de melhorar, por exemplo, o acesso às transcrições de sessões, atualmente limitadas a um sistema de buscas em que se gasta mais tempo do que se gostaria. Do ponto de vista do acesso, seria interessante. Como parte da mídia reage quase que imediatamente à notícia, sem ponderar muito nem checar dados e termos, oferecer dados mais claramente pode ajudar a melhorar a cobertura.

Atualização às 16h20
Durante a tarde, outros posts foram publicados e ficou claro que há moderação nos comentários. Todos as intervenções de internautas que li são favoráveis ao governo e críticas ao viés político-partidário da CPI. A assessoria de imprensa da companhia ainda não esclareceu os critérios da moderação nem respondeu a outras questões enviadas.

Segundo Luís Nassif, que também comentou a história, a inspiração foi a ação da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) diante das denúncias do Estado de Minas contra a instituição em 2008.

A novidade, que o Nassif não comenta, é usar uma plataforma de blogue e retirar o assunto da página institucional, permitindo mais liberdade para defender a empresa e criticar acusadores, por exemplo.

4 comentários:

Vinicius Grissi disse...

Cada vez mais, a Internet faz parte das grandes empresas e conglomerados. É um meio importante de divulgação de dados e informação, mas precisa ser utilizado com inteligência.

Maurício disse...

Acho bastante interessante a ideia. Os blogs têm sido para muitos o meio de se comunicar diretamente com os leitores, rompendo o cerco da grande mídia. É assim com famosos jornalistas como Paulo Henrique Amorim ou Luís Nassif. Trata-se de adquirir um direito à voz, sem ter que pagar pedágio a ninguém. Agora, vamos poder saber, de modo rápido, a posição da Petrobras, independente do salceiro que armem na mídia e das distorções de sua fala. E fica mais fácil comparar posições.

Glauco disse...

Tenho dúvidas a respeito de blogues institucionais, o formato é interessante, serve de fonte e material pra jornalista preguiçoso e/ou sem tempo, mas não tem a espontaneidade do resto da blogosfera. De qualquer forma, estão usando uma arma interessante.

Nicolau disse...

Acho que o objetivo não é mesmo ter espontaneidade, nem que a Petrobras vá ser a nova integrante da blogosfera. Mas é uma bela sacada para se preparar para as piruetas tucanas na CPI.