Destaques

segunda-feira, junho 08, 2009

Sandro Goiano: quase Pelé por um momento

Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook

Um estrangeiro que nunca tivesse visto o atleta antes, teria a certeza de ver um craque. Sandro Goiano, tantas vezes homenageado por esse blogue, quase concretizou "o gol que Pelé não fez" (olha o chavão aí, Olavo). Vale a pena ver, a obra de fato não parece ter relação com o autor...

11 comentários:

Nicolau disse...

Impressionante o chute do Goiano, rapaz! Torci pra que entrasse, a jogada merecia.

Olavo Soares disse...

Impressionante o chute do Goiano, rapaz! Torci pra que entrasse, a jogada merecia. [2]

Caramba, não tinha visto o lance. Sensacional!

Arvro disse...

E o Bruno conseguiu voltar pelo menos uns 5 metros pra pegar essa bola!! " O gol que o S. Goiano não fez"

Anselmo disse...

pois é. foi só o nelsinho baptista sair pro sport virar pra 4 a 2? o chute do sandro goiano pode ser consirado suficiente pra se dizer: "4 a 2 fora o baile?", pra recorrer a mais um chavão?

Nicolau disse...

Baile eu não sei, mas pelos melhores momentos esse jogo foi muito mais divertido de assistir que o chatíssimo Avaí e São Paulo e que o decepcionante Cruzeiro e Inter.

fredi disse...

Elogios a Sandro Goiano e Dunga, esse Futepoca está virando...

Blog do Carlão - Futebol é nossa área disse...

Bruno se recuperou bem.

Maurício disse...

Sandro Goiano é gênio.

Jorge disse...

Caros blogueiros, sou de Belém do Pará e torcedor do Paysandu.
Ao contrário do que possa parecer, não sou procurador do Sandro (o apelido Goiano, só veio depois da transferência dele para o Grêmio) e nem o conheço pessoalmente.
Mas como apreciador de todos os jogoso do Papão da Curuzu e testemunha ocular da melhor fase de um time do norte a nivel nacional e internacional, devo dizer que ao contrário do que se possa imaginar não me causa espanto a ideia e a execução do chute em questão, pois quando o mesmo saiu de Belém para reforçar o Grêmio na subida para Série A, ele era tido como um volante com caracteristicas ofensivas, inteligente, habilidoso e extremamente produtivo. Chegou a estar entre os melhores meio-campista do Brasil, junto com outro do mesmo time, Jobson.
Estranhamente, depois que foi pro Grêmio virou um cabeça de bagre, mas uma coisa é certa, jogar futebol com estilo é como andar de bicicleta, o cara não desaprende! Abraços

Nicolau disse...

Baseado no testemunho do Jorge, pergunto: o que o Grêmio fez com o Sandro Goiano?

Glauco disse...

O Sandro Goiano incorporou a "raça" do Grêmio. Tanto, mas tanto, que achou que era só isso que tinha que fazer.