Destaques

sexta-feira, julho 17, 2009

A cada dia, sua vitória

Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook

Antes de acharem salto alto, é ao contrário. O grande segredo do Galo até agora neste campeonato é encarar, a cada dia, sua agonia. Joga-se com muita vontade, contra um adversário de cada vez, receita que é essencial no Brasileirão. Podem dar cartão também, porque o próximo jogo é contra o Vitória, daí não dá para escapar do trocadilho (rs).


Mas ontem contra o São Paulo juro que estava temeroso. Pela primeira vez, desde a estreia, o Roth mudou o esquema de jogo do 4-4-2 para o 3-5-2. A explicação é que estava sem dois dos três volantes titulares (Renan e Márcio Araújo), suspensos pelo terceiro amarelo. Na primeira partida, contra o Avaí o esquema não funcionou, o Galo tomou dois a zero e com a volta ao sistema tradicional conseguiu o empate.

Mas ontem, surpreendentemente, temor infundado. Creio que o time fez sua melhor partida no campeonato, ajudado e muito pela falha do Miranda logo no começo da partida, que foi sair jogando e perdeu a bola para o Tardelli fazer o primeiro logo no comecinho.

Depois, foram perdidas várias chances, para eu voltar a temer o "não faz, toma". Mais uma vez estava errado. Numa arrancada da intermediária, uma tabelinha e uma conclusão digna de centroavante, Serginho fez os 2 a 0 e praticamente encerrou a partida. Destaque por ser o primeiro jogo que o volante entrou como titular depois de uma cirurgia no joelho que o deixou fora por oito meses.

Aqui vale uma ressalva, o Galo começou bem o campeonato, deu uma caída, começou a ser bem conhecido e marcado pelos adversário, daí o Roth já mexeu no time. Está certo que quando a fase é boa, tudo dá certo, mas é bom ver que não se está dormindo sobre glórias, até porque não se ganhou nada ainda.

E o Atlético precisa acumular mais uns pontinhos à frente do segundo, porque nos oito jogos que faltam para encerrar o turno tem pela frente Vitória, Palmeiras e Inter, todos que estão disputando a ponta... E ainda o Flamengo, que nunca se sabe o que vai fazer.

Só peço uma coisa, aqueles que estão dizendo até agora que o Galo é cavalo paraguaio, continuem assim, por favor...

12 comentários:

Thalita disse...

eu espero que o Atlético-MG continue na ponta até o finzinho, pra garantir um maior fluxo de posts, mas que depois seja ultrapassado por times de verdade

(pronto, provoquei, pisei, chutei e cuspi!)

Sobre o meu time, gostaria de poder dar alguma opinião, mas sem assistir aos jogos fica difícil. Alguém sabe o que está acontecendo com o São Paulo?

fredi disse...

Thalita, pois eu espero que nem vc que o Galo lidere até o finalzinho, lá pela 38a rodada, e continuem achando que não é time de verdade...

Sobre seu time, não sei o que acontece, pois todos os jogadores que fazem a diferença estão em má forma.

Para vc ter ideia, ontem o Miranda (zagueiro da seleção) foi sair jogando e entregou a bola no pé do Tardelli para ele fazer 1 a 0 com 1 minuto de jogo.

Está claro que o problema não era o Muricy, com a agravante de que Ricardo Gomes é um técnico muito ruim.

Tomou um vareio do Roth ontem, era para ser mais de 2 a 0, o Galo perdeu pelo menos umas três ou quatro chances claras de gol.

Glauco disse...

"eu espero que o Atlético-MG continue na ponta até o finzinho, pra garantir um maior fluxo de posts, mas que depois seja ultrapassado por times de verdade". Genial! Sigo o voto da relatora, fazendo o adendo que a choradeira contumaz sobre arbitragens praticamente sumiu também. Deve ser efeito do que se viu nas partidas do Galo contra o Grêmio, Santos e Barueri (neste último, nem pênalti inventado evitou a derrota...).

Quanto ao São Paulo, o Ricardo Gomes é ruim, mas o Muricy já tinha perdido a mão. Parece que padece do mesmo mal do Santos, grupo rachado com uma diretoria que tomou atitudes questionáveis do ano passado pra cá (no caso do Peixe, ela as toma faz tempo). Vencer o Brasileirão no ano passado foi milagre, mas não dá pra contar sempre com a ajuda divina (ainda mais com o atual treinador).

Anselmo disse...

o problema é mais com o celso roth do que com o atlético. Na era dos pontos corridos, o treinador comandou o primeiro "campeão" do primeiro turno que não manteve a ponta nem o título de fato.

resta saber até quando vai a captiulação do inter e a regularidade de atlético e palmeiras. pelos últimos anos é que ambos os times andam sem crédito para querer ser favorito.

fredi disse...

Glauco, gostaria então que vc e a Thalita dissessem agora quais são os times de verdade, para ver como anda a bola de cristal.

Mas insisto, todos que estão chamando de cavalo paraguaio continem assim, por favor, está dando certo.

Quanto a choradeira sobre arbitragem, das vezes que chorei, pelo menos eu acho que tinha razão.

Da mesma forma que vc deve achar que está certo na choradeira da vitória do Galo sobre o Santos e o gol invalidado pelo juiz.

Mas que bom que vocês estão mais preocupados com o Galo que com o time de vcs, isso mostra como as coisas andam mudando...

Glauco disse...

Quer mesmo fazer um levantamento sobre proporção post publicado/choradeira, Fredi? Quanto a estar mais preocupado com o time dos outros do que com o próprio, acho um equívoco porque opinar e secar são direitos inalienáveis do torcedor. Agora, também nesse quesito "preocupação com o time alheio", pela festa de quarta-feira, acho que os atleticanos estão bem na frente dos demais, hehe.

fredi disse...

Podemos fazer levantamento a hora que o senhor quiser, mas como vc mesmo diz, opinar, secar (acrescento chorar) são direitos inalienáveis (rs).

Thalita disse...

pô, eu não imaginava que o Frédi ia cair TANTO nas provocações... Como eu posso responder quais são os times de verdade se a natureza do meu comentário era apenas e tão somente provocativa?

Maurício disse...

Mas quanto veneno, moçada!

Acho notável a campanha do Inter até aqui, pois mesmo disputando a Copa do Brasil até a final manteve-se bafejando na nuca do líder, e ainda cutucando o calcanhar com o dedão. Meu palpite é que o Inter é o favorito.

Mas o bonito de tudo isso é que este campeonato está menos desigual que em outros anos. Pensar que entre os 8 primeiros estão Atlético, Vitória, Barueri e Santo André, e entre os 8 últimos estão Fluminense, Botafogo, Cruzeiro e São Paulo, é um belo quadro após 11 rodadas.

O mais perigoso disso tudo é, com a dificuldade que o Vasco está tendo na série B, e mantido esse desempenho de Flu e Botafogo, a participação do Rio no Brasileirão ser reduzida ao Flamengo...

fredi disse...

Thalita,

Provocação com provocação se paga...
Em algumas prestações, sem entrada (rs).

Maurício disse...

Mas uma coisa é verdade: foi só o juiz parar de roubar que o Atlético deslanchou. Imagina o quer teriam sido esses anos todos sem a ação dessas forças malignas escusas?

fredi disse...

Santa sapiência, Maurício...