Destaques

segunda-feira, agosto 17, 2009

Mais uma manchete da Folha

Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook

O que será que eles quiseram dizer na edição on-line com "PSDB não vai denunciar nova acusação contra Sarney"?

É só pressa?

8 comentários:

Alan Rodrigues disse...

Fredi, a manchete do dia é: "Timão coloca São Paulo no G4".

Seu time está descendo a ladeira. Vamos nos encontrar lá no meio da tabela daqui a pouco.
Quanto à política: Há quase dois anos, quando o presidente Lula desceu a porrada nos "bagres" - que eles atrapalhavam o desenvolvimento do País -, a mídia demonizou Marina. Agora ela é a queridinha. Vem aí outra "efeito soninha".

Anselmo disse...

a notícia é o que foge da normalidade. quem apresentou 10 representações, apresenta 11. por isso o destaque.

agora, acho que é rusga da Folha com o Estadão. Como o sarney chamou o estadao de nazista, a folha conseguiu um jeito de dar uma manchete favorável ao sarney. Tudo bem que o "favorável" é uma expressão extremamente forçada neste contexto. Mas a piada ainda vale, né?

Maurício disse...

O Pedro Simon é quem tá fazendo as declarações mais engraçadas. Por ter apoiado o Sarney, declarou que era o "atestado de óbito do velho PT, e o de nascimento do novo PT". Mas o velho PT não tinha morrido faz tempo? Pois é, na falta de assunto, dá uma zerada na conta do PT pra poder falar mal de novo.

Glauco disse...

Engraçado, Maurício, que esse "velho PT" era desrespeitado e achincalhado por gente como o Simon e quetais. Agora é reabilitado só pra se falar mal do PT atual. Ah, a retórica...

Anselmo disse...

não... frase boa do simon é esta:

"Ora, esta Casa nunca foi santa. É verdade que Darcy Ribeiro dizia que o Senado é muito bacana, melhor do que o céu. Porque para ir para o céu é preciso morrer; e para vir para esta Casa não precisa morrer. Eu diria que nós estamos vivendo um momento em que esta Casa é pior do que o inferno. Sem morrermos estamos vivendo o inferno aqui, no Senado, pelo deboche, pela ridicularização"

Maurício disse...

Sem dúvida, essa frase ganha de todas. Em que país do mundo se pode dizer que a dita Câmara Alta do parlamento "nunca foi santa"??? E ficar tudo bem?
E é curiosa a diferença de perspectiva do Darcy pro Simon. Um alude ao céu após a morte. Já Simon não tem a menor dúvida de que o que aguarda os senadores é, singelamente, o inferno.

Alan Rodrigues disse...

Interessante o senador Pedro Simon (PMDB-RS), por que ele não usa a mesma eloquencia de seus discursos ao falar do governo tucano do Rio Grande do Sul, aliás, administração que está caindo como laranja podre. É bom avisar ao senador gaúcho que pau que dá em Chico dá-se em Francisco.

Anselmo disse...

Alan,
seu questionamento foi o mesmo feito por Aloízio Mercadante a Simon antes do depoimento de hoje de LIna Vieira na CCJ. O senador gaúcho respondeu que "o MDB" aderiu à CPI que investiga Yeda, mas se recusa a encampar a tese de "terra arrasada" defendida, na análise do pemedebista, pelo PT no Rio Grande do Sul.

em relação ao destino dos ilustres senadores depois de morrerem, vale notar q simon é católico praticante. Deixou de pintar os cabelos há uns dez anos, quando foi aceito como leigo da ordem dos franciscanos, se não me engano. Assim, tenho certeza de que ele espera ir para o céu. Mas essa parte é só retórica de curiosidade.

mas se o inferno for como o senado, vai ter fila... um indício é que, a cada quatro anos, meia dúzia de pessoas disputam cada vaga...