Destaques

domingo, setembro 13, 2009

Palmeiras briga mas perde. Inter também

Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook

No Barradão o Palmeiras perdeu para o Vitória por 3 a 2. O alviverde só manteve a liderança porque o Inter de Porto Alegre foi derrotado pleno Cruzeiro em pleno Beira-Rio, pelo mesmo placar.

O resumo da rodada é que o São Paulo tem o mesmo número de pontos que o Colorado, 43, um a menos do que o líder Palmeiras. Como a próxima rodada tem o confronto dos Palestras, em Minas Gerais, precisará errar menos do que neste domingo para seguir na ponta. No confronto dos atléticos, deu o mineiro, que é quarto.

Em Salvador, o Vitória saiu na frente com Uellinton, aos 19. Seis minutos depois, Obina sairia contundido para entrada de Robert, autor do gol de empate aos 40 do primeiro tempo. Era o pior momento do jogo para os visitantes, mas o gol saiu. Na segunda etapa, Neto Berola, aos 26, e Derlei, aos 39, ampliaram. O mesmo Robert diminuiu aos 43.

Ortigoza poderia ter empatado nos acréscimos, mas desperdiçou.

A apresentação mostrou limitações de elenco, já que sem Diego Souza, o time perde a principal arma quando atua fora de casa. Cleiton Xavier sozinho não faz milagre (não todo jogo). Pierre não atua mais na temporada, o que também vai sempre significar menos desarmes – não necessariamente menos gente na marcação, afinal o time foi cheio de volantes.

Não é todo jogo que a eficiência é grande. Pelo volume de jogo que se apresentou, a derrota foi merecida. Mas se mostrar erros na zaga como os de Marcos e do restante da defesa nos lances de gol, poderia até ter dominado as ações que sairia com o resultado ruim. Que só não foi pior pela "ajuda" do Inter.

Tem time bobeando no topo da tabela.

5 comentários:

cappacete disse...

Não sei não... Acho que vai dar os bambis de novo, a sequência de jogos do São Paulo é ridícula, o próximo é jogo é contra o Santo André, depois Náutico, e por aí vai...

Toc de Bola disse...

A sote desses times de ponta é que equipes como Vitória não conseguem manter a regularidade de vitórias, ora está no topo da tabela, ora está abaixo do 10º colocado. E as grandes equipes como o Palmeiras às vezes subestimam seus adversários. Melhor fechar um pouco a equipe e sair com o empate do que tomar de 3 e dar chance aos adversários de encostar. Um abraço.

fredi disse...

Vi pouco do jogo, então vou pelo óbvio, sem Pierre, Diego Souza e Marcos num mal dia a coisa desanda...

O Palmeiras não tem banco, esse é o problema. Nem digo para substituir o Diego Souza, porque nenhum time tem jogador igual, mas mesmo para as outras posições quem entra se machucar um titular?

Ah, de novo houve a ajuda do juizão, que não marcou um pênalti claríssimo para o Vitória.

Nicolau disse...

Um tempinho atrás, todo mundo estava detonando o Coritnhians pelo tal do desmanche, quando três titulares deixaram o time. Ninguém deu muita bola pros cinco, seis outros jogadores que se machucaram no mesmo período. Agora, o Palmeiras joga sem dois titulares e já mais de um comentarista, Anselmo incluído, lamentando as ausências. Cadê o elenco?

Fabricio disse...

Os times vão ficar ocilando assim até o final. O São Paulo mesmo acabou de perder do Atlético-PR, o Inter em casa para o Cruzeiro.

Quem conseguir beliscar uns pontos fora de casa vai levar.

Pierre e Diego Souza fizeram falta mas mesmo sem eles o time pdoeria ter vencido. Voltou melhor para o segundo tempo e por pouco não vira.

Essa é a diferença para o corinthians, Nicolau. Sem André Santos, Ronaldo e Christian o time fica 10x mais limitado do que o Palmeiras sem Diego Souza e Pierre. Aliás, sobre o Pierre venho falando há algum tempo: o menino Souza já vem jogando melhor que ele há pelo menos 5 rodadas. não acredito que ele vá fazer tanta falta quanto todos apontam.