Destaques

quarta-feira, outubro 07, 2009

Há sempre alguém contente

Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook

O cancelamento do Enem é uma história ainda não bem digerida pelas autoridades e, principalmente, pelos estudantes brasileiros. Estes, que já vivem os doídos meses dos vestibulares, agora provavelmente terão que escolher entre uma ou outra prova, já que a nova data do Enem coincidirá com importantes exames.

Mas, confusões, à parte, há pelo menos uma pessoa que gostou e muito do cancelamento da prova. E registrou isso em vídeo, divulgado pelo mestre Emanuel na Futebol Alternativo. Até concordo com o rapaz, acho que estaria em euforia similar (mas sem as dancinhas) se fosse esse meu caso...



Pergunta que fica aos leitores: vocês já passaram por situações semelhantes? Já tiveram que perder clássicos e/ou jogos decisivos por conta de coisas incrivelmente menos importantes, como vestibular, trabalho, casamento (o seu ou o de outros), e por aí vai?

7 comentários:

fredi disse...

Por incrível que pareça, havia gente comemorando também na comunidade do Galo no Orkut, por poder ver o jogo contra o Barueri no sábado.

Havia até quem dava parabéns ao presidente Alexandre Kalil por ele ter cancelado a prova para a Massa ir ao estádio (rs).

Fabricio disse...

Perdi os primeiros 20 minutos do Palmeiras 3x3 Santos no quadrangular final de 97 por causa da prova da Fuvest.

Mas ainda bem que perdi os 10 minutos do jogo e em troca passei no vestibular, certo? Certo O CARALHO! Não tem a menor comparação. Aqueles 20 minutos estão anos luz à frente em questão de importância.

Ah, e só não fui pro Maracanã ver a final contra o Vasco pois fiquei estudando para a segunda fase. Tudo culpa minha. Se tivesse passado no ano anterior não teria tido esses problemas.

Anselmo disse...

Então a acusação é ao Kalil de ter coordenado tudo? revelações, hein?

pô, não consegui abrir o vídeo aqui.

Emanuel disse...

Pô, Olavão! Quero meus créditos, hein? :P

Brincadeiras à parte, sempre dou muita risada desse vídeo. Certeza que já passei por algo assim, mas nada que merecesse ser lembrado, nem que justificasse um vídeo rebolante desses!

Abraço!

Vitor disse...

No vestibular da UFMG em 2003, o domingo caiu naquele que foi um dos piores dias para um alvinegro nos últimos anos, nem vou citar o fato pois o mesmo está vivo nas mentes de todos nós.

No sábado, tirei 45. No domingo, 35...

Marcão disse...

No dia da morte do Mario Covas, ou no dia seguinte, o Sao Paulo fez a final do Rio-Sao Paulo com o Botafogo, na partida que revelou Kaka para o futebol. Eu estava de passagem pela capital paulista, depois de 1,1 mil quilometro de busao a partir de Fortaleza, e iria encarar, no dia seguinte, mais 1,3 mil ate Santiago, no Chile. Estava na casa de um amigo cuja televisao, ancestral de imagem branca e preta, tinha tomado chuva e nao funcionava. Fomos para o Empanadas, na Vila Madalena, na hora do jogo. Tambem nao tinha TV. So soube o resultado por um torcedor que aportou no bar vindo direto do Morumbi, ja na madrugada.

Rodolfo disse...

Em 99, a primeira prova da FUVEST caiu num dia de Ponte Preta x São Paulo pelas quartas de final do camp brasileiro. No primeiro jogo, vitória tricolor por 3 x 2, tudo gol do Marcelinho Paraíba. Como sou da região de Campinas, fiz a prova na cidade e, assim que terminei a prova, sai correndo pra ver o jogo no estádio Moisés Lucarelli. O São Paulo perdeu o jogo (2 x 1) e eu o ônibus fretado pelo colégio. Caminhei a esmo pelas ruas de Campinas a procura da rodoviária. Enquanto isso, era gozado por ponte pretanos que passavam por mim. Até hj me espanto com o fato de não ter sido surrado naquele dia.
A segunda prova caiu num dia de São Paulo x Corinthians, pelas semifinais (o São Paulo venceu o jogo três - na época, vigorava o playoff - contra a Ponte e passou). Perdi esse jogo, assim como o meu tricolor... Mas passei na Fuvest!