Destaques

quarta-feira, fevereiro 10, 2010

A próxima proibição de Serra será o café

Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook

Observando o Brasão de Armas do Brasil (acima), reparei que ele possui dois ramos de folhas dos produtos que puxavam a economia nacional no final do século 19: café e fumo (não existia o politicamente correto na época). Vai daí que me ocorreu que a iniciativa do (des)governador de São Paulo, José Erra, digo, Serra, de proibir cigarro em bares, restaurante e padarias pode ter um fundo de afronta ao governo federal, do qual, até o momento, é feroz inimigo. Será que a próxima proibição nesses recintos será tomar café?
Buenas, mas falando em brasões (e manguaça), alguns municípios paulistas preferiram substituir o ramo de café pela cana de açúcar, que há séculos move a economia do estado e do país. É o caso de Campinas, Lençóis Paulista, Iguape, Ipeúna, Saltinho e Santa Rosa, entre outras. Não entendo qual foi o pudor dos primeiros governos republicanos ao excluir a matéria-prima da "marvada", preferência nacional, no brasão federal. Tinha que ser coisa de militar!

2 comentários:

Anselmo disse...

excelente pesquisa. eu nunca tinha reparado na folhagem por trás dos brasões. Ipeúna tem até milho. pq o feijão é excluído? e a cevada?

qdo fundarmos o municípío de manguaçópolis, o brasão vai ser um copo posicionado em frente de folhas de cana caiana e de folhas de cevada.

Neide disse...

Também fico pensando nisso: o que será que o Zé Alagão vai proibir agora? Como precaução jamais dou meu CPF para a Nota Fiscal Paulista. Vai que o Zé vê que eu compro muito doce, bolos, biscoitos e resolve que eu estou proibida de comprá-los só porque estou (um pouquinho) obesa????? E ainda vai dizer que é para o meu bem.Terei que comprar essas delícias no mercado paralelo ou implorar para que alguèm compre prá mim. Já pensaram? Ih lá vem aquela chata viciada em doce outra vez... Não riam não, especialmente os manguaças, daqui a pouco ele implanta a Lei Seca em São Paulo...