Destaques

quinta-feira, fevereiro 21, 2013

20 gols para alcançar França

Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook

Luís Fabiano comemora com França em 2001
Há 12 anos, em 24 de fevereiro de 2001, o São Paulo estreava uma nova formação no ataque. Cansado de testar, sem sucesso, Ilan ou Renatinho como parceiros de França naquele início de temporada, o técnico Oswaldo "Vadão" Alvarez escalou, para a partida contra a Matonense, pelo Campeonato Paulista, o recém-contratado - por empréstimo, do francês Rennes - Luís Fabiano, de apenas 20 anos. Deu certo: o São Paulo venceu por 2 a 0 no estádio Hudson Ferreira, em Matão, com um gol de França e outro de Carlos Miguel. Para o jogo seguinte, o primeiro da decisão do Torneio Rio-São Paulo, no Maracanã, Luís Fabiano foi mantido como titular no ataque. E, naquele 28 de fevereiro, marcaria seus dois primeiros gols pelo Tricolor, que venceu o Botafogo-RJ por 4 a 1 (França e Carlos Miguel, novamente, completaram o placar) e praticamente garantiu o troféu. Na partida de volta, um novato chamado Kaká confirmaria o título com dois gols.

Lance de gol contra o São Caetano, ontem
Foi a única conquista da dupla França-Luís Fabiano. No final de 2001, Luís voltou ao Rennes e, em julho do ano seguinte, recuperado de grave lesão, França foi vendido ao Bayer Leverkusen. Em seis anos, a partir de 1996, tinha alcançado a marca de 182 gols pelo São Paulo, sendo o quarto maior artilheiro da História do clube, atrás apenas de Serginho Chulapa (242 gols), Gino (233) e Teixeirinha (189). Para o seu lugar, Luís Fabiano foi comprado e retornou ainda em 2002, permanecendo mais dois anos. Depois, passou pelo Porto e o Sevilha antes de jogar a Copa da África do Sul como titular pelo Brasil, em 2010, e voltar ao São Paulo no ano seguinte. Demorou quase um ano para se recuperar de lesão e, ao assumir novamente o comando do ataque, mostrou que ainda é artilheiro. Ontem, no estádio Anacleto Campanella, pelo Campeonato Paulista, marcou duas vezes na vitória por 4 a 2 (Maicon e Aloísio completaram a conta). Com isso, chegou a 162 gol com a camisa sãopaulina. E ficou a 20 de igualar o ex-companheiro França, que se aposentou recentemente.


O JOGO DE ONTEM - Talvez pressionado pela diretoria, o técnico Ney Franco insistiu em escalar Ganso como titular mais uma vez, contra o São Caetano, deslocando Jadson para a ponta direita (onde ele não produz nada). A salvação foi explorar o (excelente) Osvaldo, que, em jogada individual, deixou Luís Fabiano na cara do gol para abrir o placar. O Azulão reagiu e passou a explorar a velocidade de Pirão e Jóbson para cima do (esforçado) Douglas no lado esquerdo do ataque. E eles deixaram Danielzinho livre para empatar. Nesse momento, o São Caetano dominava, e só não ampliou porque foi prejudicado pelo juiz: o veloz Jóbson teve um impedimento mal marcado e Danielzinho sofreu um pênalti, em dividida com Rogério Ceni, que o juiz fez que não viu. Em outro lance, Jóbson sofreu falta na linha de fundo e a arbitragem também desconheceu. Mesmo assim, num contra-ataque fulminante, o próprio Jóbson virou o placar. Na base do desespero, o São Paulo "achou" um gol com Maicon, substituto de Wellington, antes do fim da primeira etapa: 2 a 2.

O segundo tempo começou morno, com poucas chances para cada lado até que, em tabela com Jadson, Luís Fabiano conseguiu fazer o terceiro. Ganso jogava muito mal e Ney Franco o preservou ao colocar Aloísio em seu lugar e voltar ao esquema que deu certo no final de 2012, com dois pontas abertos e Jadson no meio-campo. Wellington voltou, substituindo Maicon, e Cortez deu lugar a Carleto, que entrou muito bem na equipe e cruzou para Aloísio fechar o placar. O time que terminou o jogo, parece ser o ideal: Rogério Ceni; Douglas, Lúcio, Tolói e Carleto; Denílson, Wellington e Jadson; Osvaldo, Luís Fabiano e Aloísio. Com a ressalva de que Douglas só é titular porque Paulo Miranda está machucado. Eu o substituiria por Wellington (caso Fabrício volte como volante), Lucas Farias ou mesmo João Filipe. Sem prejuízo.

1 comentários:

Marcos Futepoca disse...

Futepoca pautando a mídia... (rsrs)


http://www.lancenet.com.br/sao-paulo/Luis-Fabiano-artilheiro-historia-alcancado_0_872912882.html