Destaques

quarta-feira, janeiro 23, 2008

Um fã

Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook

A molecada de hoje não tem muita noção do que representava (e ainda representa), para o mundo, o cidadão Edson Arantes do Nascimento, o Pelé. Na foto acima, ele aparece cumprimentando o Papa Paulo VI em 1966, na biblioteca do Vaticano. Pois o jornal inglês The Observer publicou a imagem, na época, com a singela legenda: "In Rome, the best player of the world, Pele, and a fan" (tradução: "Em Roma, o melhor jogador do mundo, Pelé, e um fã").

4 comentários:

Glauco disse...

Pra quem não dimensiona a importância do Pelé, recomendo esse post no blog da Bia .

Anselmo disse...

O joao paulo ii se encontrou com o ronaldo fenômeno/gordo. disseram à época que era pra pedir perdão por ter posado em uma publicidade de braços abertos à frente de uma paisagem da baia da guanabara, como se fosse o cristo redentor.

o pelé foi dar um autógrafo.

Anselmo disse...

ô glauco, o link tá errado. é este aqui

Guillermo disse...

Não filho, não foi o Édson quem foi. Quem estava lá era o Pelé, jogador.

O Édson é aquele empresário com negócios escusos, e ex-ministro que criou leis estapafúrdias e danosas ao futebol brasileiro.

Como diria Romário em uma de suas poucas frases que se pode concordar: "Pelé calado é um GÊNIO".

DÁ-LHE GRÊMIO!!!