Destaques

domingo, junho 14, 2009

Galo líder, sem comemoração

Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook


Nos últimos tempos, anos mesmo, sempre estive mais preocupado com a parte de baixo da tabela. Cronista de rebaixamento não por opção, mas por paixão ao Galo que não saía da zona do desespero. Hoje, líder, pela primeira vez desde a existência dos pontos corridos, fico com os dois pés atrás.


O que se pode destacar do jogo de hoje, contra o Náutico, no Mineirão, é que mesmo perdendo um jogador aos 9 minutos do primeiro tempo, o time soube se segurar. Com a expulsão de Thiago Feltri, fez um gol aos 13 minutos. Depois aguentou a pressão e segurou o resultado até o final do primeiro tempo.

Mas o lance decisivo da partida foi uma defesa à queima-roupa feita pelo goleiro Aranha aos 5 minutos do segundo tempo. No rebote, o jogador Vítor, do Náutico, entrou por trás em Jonílson e foi expulso, igualando o 10 contra 10. A partir daí o Galo foi para cima, empurrado por mais de 40 mil torcedores. Aos 18, com a expulsão de Derley, o Náutico ficou com um a menos, e o Galo fez os gols e consolidou a vitória, podendo ganhar até de mais.

Mas quando falo que não há a comemorar é porque os jogos mais difíceis, contra os times que vão disputar o título, começam no próximo final de semana, contra o Santos, na Vila.

Sem contar que, da mesma forma em que garantia a todos que este ano o Galo não disputaria rebaixamento, acho que não tem elenco para chegar ao título, vai disputar uma posição entre os dez primeiros, com sorte entre os 5.

8 comentários:

Anselmo disse...

inda tá mto cedo pra definir favoritos de fato. até pq, um dos candidatos vai ser campeao da copa do brasil.

mas é importante ser líder de vez em quando. e, sem querer secar mas secando, isso nao livra nenhum time de disputar rebaixamento.

fredi disse...

Concordo com tudo, Anselmo, mas que é bom discutir a ponta de cima da tebela em lugar dos últimos lugares, isso também é verdade.

olavo disse...

O Criciúma em 2004 liderou a Série A no início do campeonato e acabou rebaixado...

Chatices à parte, o segredo do sucesso para o Galo será sacar o momento ideal para demitir o Roth. Sim, porque todo mundo sabe que ele começa bem os campeonatos, e depois cai; então cabe à diretoria atleticana descobrir quando demitir o treinador. Aí é só trazer um daqueles bons de fim de temporada, como Hélio dos Anjos, Candinho (lembram-se dele salvando o Corinthians em 1997?), Joel Santana e outros.

fredi disse...

Olavo, a praga Criciúma é verdadeira, mas acredito que nem sempre a história se repete...

Vc acha que sim?

Mas juro que prefiro disputar a liderança, mesmo sabendo de todas as limitações, que de décimo para baixo.

Só para lembrar, o Grêmio dirigido pelo Roth ficou em segundo no ano passado, vc acha que se tivesse sido demitido e substituído por um desses técnicos citados o Grêmio teria sido campeão?

Não estou iludido, nem um pouco. Creio que não seremos campeões, mas não passaremos o sufoco dos últimos anos.

Aliás, praga por praga, quando cai o Mancine no Santos para vocês contratarem um dos técnicos citados?

Ou ele vai arrumar aquela defesa?

Fabricio disse...

O Roth começou assim com o Palmeiras em 2001 e desde o início já imaginava que o time não vingaria. Jogava mal e só ganhava por pegar times fracos. Começou a pegar os melhores acabou caindo.

Minha opinião: daqui 15 rodadas estarão Roth e Mancini demitidos, com seus times em posições intermediárias (10-15). E o Roth vai acabar no Santos, podem escrever.

fredi disse...

Fabricio, a diferença é que o Galo não está jogando mal...

Mas vão rogar praga em outro terreiro, sô...

Fabricio disse...

Hehehe, só uma secadinha básica :-)

Eu disse...

Uai...o santos não era favorito ao titulo?
O que aconteceu?