Destaques

quinta-feira, junho 18, 2009

Sem gols no Uruguai, Palmeiras é eliminado

Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook

No topo do Futepoca deveria estar a vitória do Corinthians na primeira partida da Copa do Brasil por 2 a 0 no Pacaembu. Mas esse não foi o único fato lamentável do meu ponto de vista da noite de quarta-feira, 17. Muito mais trágica foi a desclassificação do Palmeiras da Libertadores.

Faltaram gols no estádio Centenário de Montevidéu na partida entre Palmeiras e Nacional. Faltaram para o time brasileiro, que precisava tirar o zero do placar para avançar na Taça Libertadores. O empate em 1 a 1 conquistado pelos uruguaios no Palestra Itália dava vantagem no critério de desempate de gols marcados como visitante.

Se há um motivo para a desclassificação do Palmeiras não foi o pênalti não marcado a seu favor no fim do primeiro tempo. Obviamente, o problema foi o gol sofrido em casa. A vantagem de não precisar marcar desde que não sofresse gols foi bem administrada pelos uruguaios.



Mesmo com esse cenário, esfriar a cabeça é dureza.

Poderia ter baixado o exu forquilha em algum jogador do Verdão aos 45 do segundo tempo para achar um gol milagroso. O fato de ter mandado bolas no travessão e conseguido criar suas chances não resolve.

Para o Parmerista Conrado, Vanderlei Luxemburgo errou duas vezes. Primeiro, ao manter o esquema com três zagueiros por tempo demais precisando vencer. Depois, por tirar Willians para pôr Armero. Tendo que remar no Brasileiro, ele pede a saída do treinador.

Eu tenho trauma da última vez que o treinador esteve no time. Ou melhor, da última vez em que ele deixou o clube, em 2002. Há todo tipo de diferença entre os cenários, mas tendo a considerar que Luxemburgo provocaria mais dano ao deixar o emprego do que permanecendo nele. Talvez se inventasse (errasse) menos na escalação fosse um começo.

É triste.

7 comentários:

Maurício Targino disse...

Eu penso bem parecido a respeito de Vanderlei Luxemburgo/saída do Palmeiras. Inclusive torço muito para que 2002 se repita, nem que seja para provar de uma vez por todas a farsa que Luxemburgo sempre foi. O único título com elenco "sem craques" que ele ganhou foi com o Bragantino.
E torço, claro, que o Palmeiras caía para a segundona e lá fique por uns 70 anos.

Nicolau disse...

Só para constar, atendendo a pedidos, coloquei o Coringão no topo do Futepoca. Não posso dizer que não gostei da desclassificação do Palmeiras, mas não me empenhei muito na secação, estava muito preocupado com o Inter. Diz matéria do IG que a torcida corintiana que já estava no Pacaembu comemorou como se fosse gol o resultado verde. Enfim, noite excelente!

fredi disse...

Anselmo, não querendo espicaçar a dor alheia, só posso dizer que eu, Glauco e Carminha ficamos na EdCor secando...

No meu caso, nada muito contra ao Palmeiras, mas sim ao gênio Luxemburgo, que acha que toda hora o Cleiton Xavier vai salvar com um gol milagroso de fora da área ou que são Marcos catará nos pênalties.

Realmente, não entendo a ideia dele desde as fases anteriores dizendo que mesmo precisando ganhar o importante era não tomar gol no primeiro tempo.

Marcão disse...

Ah, como eu gostaria de estar em Taquaritinga numa ocasiao como essa...

Glauco disse...

Antes do supost pênalti contra o Palmeiras houve um lance similar a favor do Nacional e nada do árbitro marcar também. Foi coerente.

Mas o que vai acontecer primeiro, o fim do mundo ou o Luxa chegar em uma final de Libertadores? E não entendi também a tese do "ele, mesmo errando, tem que ficar pra não cair pra segundona". Muito misticismo pro meu gosto...

Marcelo Marchezini disse...

Triste, mas previsível. Não temos time, não temos banco. Todos sabem como chegamos até essa fase.

Maurício disse...

Valeu Palmeiras!
Parabéns pelo empenho!