Destaques

quarta-feira, junho 02, 2010

Aos 42 do segundo tempo, Wagner Love

Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook

O Palmeiras perdeu no Pacaembu por 1 a 0 para o Flamengo, gol de Vagner Love. O atacante rubro-negro nem deu bola para a pegação no pé da torcida alvi-verde a cada erro, a cada bola recebida. Resolveu sozinho, fazendo o quis na retaguarda do time da casa.

O Flamengo jogou melhor, criou mais chances de gol. O Palmeiras com seus três volantes não conseguiu produzir.

E eu que achei que o Vagner Love tinha cumprido a missão para a qual fora predestinado ao desclassificar o Corinthians... Doce ilusão.



O jogo não começou mal para o time da casa. Cleiton Xavier recebeu pelo menos três bolas com condições de chutar para gol antes dos 20 do primeiro tempo. Não é atacante, não marcou. Aliás, como assim jogar com um só homem de frente em casa? E como assim ter nessa função só Ewerthon?

O Flamengo, só no contra-ataque, avisava que só precisava acertar um. Ainda na primeira etapa, uma falta e um escanteio batidos por Petkovic deixaram o torcedor palmeirense preocupado.

No segundo tempo, os cariocas voltaram melhor, mais dispostos a atacar. Atacam, forçam Marcos, o Goleiro, a trabalhar um pouco. Em uma única chance, Marcio Araújo, volante, cruza para o Gaspar, o centroavante camarada do Palmeiras. Ninguém está lá.

Cleiton Xavier e Lincoln, os meias, saem para entrar dois atacantes, Vinícius e Patrik. O 4-3-3 com três volantes é o que parece: não tem meio de campo ofensivo.

O Flamengo erra contra-ataques até não poder mais. Ou melhor, até acertar um, em que Vagner Love pega na esquerda, vai cortando para o meio e ganha o jogo. Faz coraçãozinho com as mãos e ignora as provocações da torcida. "Por que ele não fez mais disso em 2009?" é tudo o que consigo pensar.

Avisa lá que se não fizer gol, não ganha. Nem empata.

Chega logo, Copa!

1 comentários:

ageu disse...

Chora não,caro Anselmo. Como diria Leonel de Moura Brizola, o Briza, o Diabo perdeu pro coisa ruim. Mas, de todo modo, la vai: meeeeenngooooo!! (desculpe - é mais forte do que eu)