Destaques

terça-feira, novembro 23, 2010

Campanha contra o desperdício

Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook

Encostado no balcão do buteco, traçando uma costelinha de porco com limão e pimenta, observo o manguaça que chega e pede um pingado (leite com café). Pouco depois, o atendente destampa uma garrafa da temível cachaça Riopedrense e passa a completar um vidrão com umas cascas velhas indefiníveis e a inscrição "carqueja" - um daqueles recipientes que já trazem acoplada uma torneirinha, estilo filtro de água (à direita). Os olhos do manguaça brilham. O rapaz vai enchendo o vidrão até a tampa, depois pega a garrafa com um restinho de pinga e faz que vai guardá-la num caixote.

- Ô, amizade! Num desperdiça, não. Bota aqui esse restinho.

Ato contínuo, o atendente do buteco despeja o finzinho da temível pinga (à esquerda) no pingado do manguaça. Que, não contente, ainda resolve pedir também uma costelinha igual a que eu degustava. E come a engordurada iguaria acompanhada do café com leite e cachaça, lambendo os beiços. Mais um daqueles momentos em que, como diz o Glauco, se diferenciam os homens dos meninos...

8 comentários:

Olavo Soares disse...

Taí um cara de atitude. O tipo de pessoa que invejo.

Anônimo disse...

Atitude é pouco Olavo.
Pense num cabra considerado!!!
KKKKK

Seiji Kimura disse...

Troca a costelinha de porco por um pedaço daquelas mortadelas da casca embolorada e me vem a mente a imagem do meu saudoso pai!

Glauco disse...

Riopedrense é uma das piores cachaças (sic) que já tomei. Mas o que mostra a coragem do cara realmente é tomar café com leite. Isso não faço nem amarrado!

Nicolau disse...

Era nesse cara que a Nike estava pensando quando disse: Just do it.

Anselmo disse...

uma vez, no busão, ouvi uma conversa alheia assutadora. o episódio me remeteu a ela, por óbvios motivos em breve revelados.

uma moça e um rapaz conversavam sobre balada. tinham na faixa de uns 20. pareciam trabalhar em algum telemarketing no centro e havia, sim, um clima de flerte no ar.

mas eles falavam sobre porres homéricos. Ambos tinham lá suas histórias. A coisa durou, pq o ônibus não passava nem a pau do cruzamento da Rebouças com a Faria Lima.

Mas a conversa ficou divertida qdo chegou à predileção em relação a bebidas da parte de cada um.

Entre estranhas variações de clássicos (cuba libre de vodca, caipirinha de martini) a coisa passou às pouquíssimo ortodoxas. O ponto alto foi a receita do figura (tirem o Glauco e as crianças da sala):

– Sabe o que fica bem loco? Vodca, aquele conhaque Dreher com café e leite condensado. Fica tipo amarula, tá ligado?

Eu dei sinal e desci na parada seguinte.

Marcão disse...

Como diria a Thalita, "Jesus Maria José!!!". Ai, meu fígado...

Hua Cai disse...

michael kors outlet online
louis vuitton handbags
coach outlet
cazal outlet
true religion uk
ralph lauren outlet
links of london
air force 1 shoes
rolex uk
the north face jackets
lululemon outlet
louis vuitton outlet
air max 90
ugg outlet online
oakley sunglasses
links of london jewellery
longchamp pliage
true religion sale
giuseppe zanotti outlet
ferragamo shoes
fred perry polo shirts
oakley sunglasses
tods shoes
ugg uk outlet
true religion jeans
pandora outlet
michael kors outlet
ugg boots
louis vuitton handbags outlet
celine outlet
michael kors outlet clearance
fitflops sale
nike uk store
true religion jeans outlet
prada handbags
20160801caihuali