Destaques

terça-feira, dezembro 09, 2008

Ronaldo no Corinthians: eu gostei

Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook


Como boa parte do mundo já sabe, o Corinthians contratou o atacante Ronaldo para a próxima temporada. Os detalhes do acerto não foram divulgados ainda, mas parece que a coisa é pra valer (esperamos que o Corinthians não repita a furada de Vagner Love...).

Eu fiquei feliz com a notícia, mas principalmente porque gostei do baruhlo que fez. Agora, pensando mais friamente, será uma boa? Eu digo que sim, mas não garanto. Ronaldo é um excelente jogador, habilidoso e inteligente. Mas já tem 32 anos e duas cirurgias nos joelhos, o que certamente vai diminuir bastante sua capacidade.

No entanto, há que se pensar em quanto vale um Ronaldo jogando meia bomba. Na última vez que o acompanhei jogar com mais afinco, na Copa de 2006, ele estava mal, gordo e com jeito desinteressado. Mesmo assim, fez três gols nos cinco jogos que a seleção disputou.

No lado positivo da coluna também se assinala o fato de que Ronaldo não tem muito porque voltar a jogar bola se não estiver com vontade de fazê-lo. Não é falta de grana que está fazendo o cara voltar de sua quase aposentadoria (o que eu provavelmente não faria, devo dizer).

Em outro aspecto, o do impacto midiático, a contratação já se mostrou um tremendo acerto. Todos os programas esportivos e sites falaram disso o dia todo, Parreira, Zagallo, Antonio Lopes, Márcio Braga, Rincón, Marcelinho e Muricy Ramalho já foram perguntados sobre o fato. Segundo o Globo Esporte, a notícia repercutiu em veículos de Itália, Inglaterra e Espanha. O mesmo site diz também que apenas hoje foram vendidas 80 camisas 9 na loja do Corinthians, movimentando R$ 13,5 mil com a comercialização de produtos.

Resumindo, o nome do cara é um baita chamariz comercial. Resta saber se existe alguém no clube com cacife para explorar esse potencial, mesmo com ações para aumentar a inserção internacional. A Nike, patrocinadora de time e jogador, deve ter grande interesse em promover a volta triunfal de Ronaldo, mesmo que seja só para uma temporada de despedida.

Claro que tudo isso vai depender de como o cara estiver jogando. Eu torço para que o nível esteja mais perto de 2002 do que de 2006, mas estarei pronto a cornetar o rapaz se for necessário, após uma margem de erro para adaptação. E depois de um breve período de curtição em ter um dos maiores jogadores da história vestindo a camisa do meu time, claro.

PS.: Quem acompanha o blog já deve ter lido textos meus sempre me referindo ao centroavante como “Ronaldo, o Gordo”. Suspendi o tratamento momentaneamente, como prova de minha boa fé na vontade do cara de jogar bola no Corinthians. Mas percebam que não cheguei a chamá-lo de Fenômeno. Ficamos no empate até futuras avaliações.

21 comentários:

Anônimo disse...

A minha curiosidade agora é ver como a diretoria do Corinthians irá contornar uma eventual situação de "estrelismo" do Ronaldo. Algo que aconteceu com o Adriano no São Paulo. Se a tal "diretoria modelo" foi criticada na sua atuação naquele episódio do Adriano, vamo ver como é que vai ser o Ronaldo numa diretoria "menos profissional".

Filipe Araújo disse...

Para o Marketing: Ótimo!

Saludos!

http://gambetas.blogspot.com

Paulo Macari disse...

"Aqui tem m bando de gordo! Gordo por ti Corinthians!" Bem-vindo Ronaldo. O fenômeno é da Fiel!

Marcão disse...

Eu acho muito legal. Acho uma pena, por exemplo, que jogadores como Renato Gaúcho e Romário não tenham atuado no futebol paulista.

Mas agora os corintianos terão, muito apropriadamente, um ídolo bambi, chegado em travecos. No ônibus, hoje pela manhã, já ouvi um palmeirense propondo grito para sua torcida: "Ronaldo é da Fiel/ Vira a bunda e leva um créu".

A capacidade de piada instantânea do brasileiro é uma coisa que me assombra...

Marcão disse...

Ps.: Lembrei de outra tirada do tal palmeirense: "O Ronaldo se ferrou duas vezes esse ano: com os travestis e indo pro Corinthians".

Glauco disse...

A jogada de marketing é genial e deve gerar algum para o clube. No entanto, é sempre uma incógnita saber o efeito que tem uma contratação dessas em um lugar que não prima pela calmaria como o Corinthians.

E, pra não perder a deixa do Marcão, relembro o comentário feito por um corintiano nesse post de piadas sobre o caso Fenômeno/Andreia Albertini:

"Dizem as más línguas (a minha, inclusive), que ele tinha planos de ir jogar no SPFC para se recuperar por lá, a exemplo do que ocorre com o ex-imperador (hoje 'rico), e por conta disso resolveu "fazer uma média' com a torcida do time do Morumbi."

Nada como um dia após o outro, hein?

olavo disse...

Meu medo - ou melhor, não vou ser hipócrita, a minha TORCIDA - é que a coisa seja única e exclusivamente marketing.

Hoje, na Folha, a contratação é celebrada como um "acerto entre duas empresas". Lindo, maravilhoso, profissional, mas e o futebol?

Lembrando que o Real Madrid deixou (temporariamente) de ser o time mais vitorioso da Europa quando colocou o marketing acima do futebol em suas escolhas.

J Carlos disse...

Infelizmente, para o Corínthians, o time vai disputar as partidas com 10 jogadores. Afinal de contas, o Ronalducho não conta....

Fabricio disse...

Sem secar, falando sério, a minha opinião é a seguinte:

Vai (já está sendo) uma puta jogada de marketing, vai trazer muito dinheiro pro clube, e vai jogar bola.

E digo mais, não vou mais em tantos jogos como antigamente, mas estou conseguindo me manter assíduo aos clássicos contra o corinthians. Posso dizer que fiquei mais ansioso (pra este jogo estou sempre ansioso) pro próximo por causa dele.

Jogando Por Música disse...

Vou colocar aqui embaixo o meu comentário de um post que escrevi no meu blog a cerca de um mês sobre o Ronaldo no Corinthians. Teve até comentário do Nicolau nesse post.

Sobre o Ronaldo eu acho que seria uma boa pela questão do marketing e tudo o que gira nesse assunto. Mas com ele no time acho que ainda precisaríamos de mais um, afinal ele hoje é praticamente de vidro, ou seja tem que ter cuidado e não pode forçar muito. Acho que ele faria muitos gols no CORINTHIANS jogando ao lado do Dentinho. Para ele também seria ótimo, afinal ele nunca jogou um campeonato estadual forte aqui no Brasil, só o mineiro. Se ele jogar o carioca vai ficar na mesma. Jogar o Campeonato Paulista daria para ele um final de carreira muito melhor do que ficar jogando no Veteranão do Rio de Janeiro e tem outra ele estaria ao lado da maior e melhor torcida do mundo.

Jogando Por Música disse...

Sou corinthiano como todos sabem, mas tenho que fazer um comentários sobre as piadas. Logo depois de anunciarem a contratação um amigo SÃOPAULINO enviou a seguinte mensagem para o meu celular: "Agora é certa a contratação do Rycharlison pelo Corinthians"

Nicolau disse...

As aloprações são válidas e esperadas, fazer o que? Se fosse em outro time, eu estaria aloprando também. E lgumas até são boas, rs.

Sobre outras questões, o estrelismo e o potencial desestabilizador, pode ser um problema mesmo. Mas tem umas diferenças. A diretoria, até agora, não está se esforçando para dizer que "o Ronaldo é mais um no elenco" ou algo assim, mas dizendo explicitamente que o caso dele é diferente. E eu acho que é mesmo, e os próprios jogadores devem sentir isso. Melhor jogar limpo. De resto, vai depende muito do cara, de ele ter humildade para se relacionar com os outros e lidar com a badalação.

Sobre ser só marketing, espero que não. Eu particularmente não achava que veria o Ronaldo jogando profissonalmente de novo. E se eu fosse ele, me aposentaria, com certeza. Mas ele escolheu voltar e não deve ser só por conta de grana. Imagino que esteja querendo fazer uma boa temporada pra ver se apaga o mal resultado da Copa de 2006. Então, acho que vai se esforçar pra conseguir isso. Isso obviamente é torcida, mas não me parece absurdo que o cara consiga um bom desempenho. Ou ainda, um desempenho melhor que Herrera. Ou ainda, como disse um amigo corintiano: saímos do Clodoaldo para o Ronaldo em um ano, não é pouca coisa.

Fabricio disse...

Querem saber? Os demais jogadores não vão estar nem aí do cara ganhar 10x mais. Todos (sem nenhuma exceção) vão curtir pra caralho jogar ao lado dele.

Gordo, velho, podre, ou não, o cara é ídolo de todos.

Anselmo disse...

pra mim, o teste é pro Mano Meneses. A pressão vai sobre ele, porque se o obeso estiver em forma (o que significaria estar só com sobrepeso, no caso) e o time não ganhar, a culpa é do técnico. Se estiver fora de forma e não for para o banco: culpa do técnico. Se estiver no banco e o time não ganhar um jogo, nem preciso continuar.

pra não ser tão simplista, acrescento ainda que a forma de funcionamento do time, não tão dependente de um único jogador, tbém depende de como Mano Meneses montar a equipe. Se ficar ronaldodependente, é um erro por todos os motivos possíveis.

Mas ele vai resolver algumas partidas, assim como Adriano tbém resolveu.

Jogando Por Música disse...

Concordo com que o Fabrício disse. Os caras não vão se importar. Quem do time teria chances de jogar ao lado de um cara igual ele? Talvez um ou outro se transfira para Europa, mas com ELE nunca. Os caras vão ter orgulho de falar que jogaram com o Fenômeno.
No meio desse turbilhão de notícias sobre o ronaldo ninguém está lembrando que o Corinthians contratou o Jean zagueiro que era do Grêmio e São Paulo. Acho ele um bom zagueiro para ser banco do Willian e do Chicão. Esse Jean era o "xodó"da torcida do São Paulo. Lembro-me de uma musiquinha que a torcida cantava que terminava assim "....seremos campeões...SEM O JEAN!!!"...
Espero que essa fae tenha passado.

Leandro disse...

Pois eu não vou aliviar, não, mesmo sendo corinthiano.
Até que ele prove o contrário, continuará sendo o Ronalducho e o Ronaldo dos Travecos.
Os europeus devem morrer de rir com esse negócio de levarem os jogadores com 16 anos e depois de sugarem tudo que podem o cara voltar com trinta e poucos e todo estourado e/ou cheio de problemas pessoais. O caso mais recente do "Drico" do SPFC mostra isso.
Como corinthiano, tomara que eu queime a língua, mas até lá...

Thalita disse...

ele vai jogar 10 partidas, fazer 6 gols e arranjar uma contusão muscular pra ficar encostado, ndo só pra balada, até cansar o clube. É isso. Não consigo botar fé no cara.
Mas o marketing foi ótimo, claro.

Nicolau disse...

Thalita, eu acho totalmente plausívela sua previsão. Só não consigo, sinceramente, entender porque diabos o infeliz não vai ficar enconstado em casa, curtindo os milhões quejá tem no bolso. Se fosse em outro time, diria a mesma coisa. É só por isso que acho possível o cara estar com vontade de jogar. Mas é lógico que eu torço pra dar certo e você pra dar errado, faz parte, hehe.

Jogando Por Música disse...

Nicolau
Em uma conversa anterior falamos sobre as posições que o time era carente. Concordamos que o time precisava de um ou dois atacantes (Ronaldo e talvez o cara do Botafogo), um volante (este só eu falava que precisava, mas agora o Túlio), um zagueiro (Jean) e um meia....Então, segundo nossos pedidos ainda falta um meia. Quem será? Poderia ser o Willian de volta não é?

Abraços

Maurício disse...

Da outra vez que entrou em crise, a recuperação do Ronaldo teve o dedo (sem maldade) do Corinthians, através de Milene Domingues, que lhe deu estabilidade emocional para se recuperar de 1998 e brilhar em 2002.

Ronaldo não tem nenhuma razão para fazer uma jogadinha de marketing. Tem sim razão de sobra para querer encerrar (e bem) a carreira no melhor lugar possível, o time do coração de seu filho Ronald, e que se tornará também o seu time do coração.

E a dor de cotovelo do Marcão tá um fofura.

Nicolau disse...

Fernando, é por aí mesmo. Se o William voltar, vou achar excelente, ele é bom de bola, mas as notícias davam a contratação como difícil por conta do salário dele. Esse Jorge Henrique do Botafogo, que parece que fechou hoje, é atacante ou meia-atacante?
E eu não sabia que o Ronald era corintiano, mas tem razão o Maurício, é um motivo pro cara se animar a fazer bonito, hehe. No mínimo, uma cobrança bem qualificada.