Destaques

sexta-feira, junho 26, 2009

Morumbi é ideal para Parada Gay, diz promotor

Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook

O título é emprestado da Folha online, de reportagem indicada a mim pelo Glauco. A opção do veículo foi por chamar pela piada pronta gerada pela fala do promotor José Carlos Freitas. Ele é o responsável pelo inquérito dos casos de violência na Parada do Orgulho LGBT na capital paulista. A minha opção foi, depois de rir, foi a de tentar ser chato.

Diz Freitas: "Uma alternativa é diluir em outros eventos (menores), para que possa ser utilizado o Sambódromo, o autódromo de Interlagos, até o estádio do Morumbi, que é um local apropriado para manifestações dessa natureza".

Foto: tales.abner/Wikipedia


"Autódromo de interlagos pode receber Parada Gay" ou "Parada Gay cabe no Sambódromo de SP" também seriam possíveis pela fala. Mas a própria formulação do procurador facilita a defesa do jornalista Rogério Pagnan (ou do editor, não se pode saber).

Fiquei pensando por que não foi incluído o Pacaembu na lista ou outro estádio de futebol. Depois lembrei que a sede do São Paulo Futebol Clube é o candidato a receber jogos da Copa do Mundo de 2014. Se é o mais preparado para um evento, também pode ser o mais preparado para o outro.

As sugestões do procurador já valeriam para 2010, segundo o jornal. Enquanto isso, organizadores da Parada protestam, lembrando que também seria o caso de banir o reveillón da avenida da região sudoeste da capital.

O debate sobre fazer a Parada na Paulista ainda continua.

A piada é que está pronta.

12 comentários:

Gustavo disse...

Parada não vem de Parade? Ora, como poderia uma "parade" num lugar parado? Ou seria parada para ser parado mesmo? muito confuso tudo isso.

Não poderia ser no Pacaembu porque os moradores locais não permitiriam, assim como não permitem mais show por lá.

Leandro disse...

Mas o que é que tem a ver poder receber a Parada Gay com receber jogos da Copa de 2014?
A meu ver, não tem rigorosamente nada a ver uma coisa com outra.

Marcão disse...

Se render dinheiro pro time, sem problemas.

Maurício disse...

A declaração do Marcão mostra bem que o videozinho que eu postei pouco abaixo não era de todo ficcional...

Quanto a essa discussão sobre a suposta "adequação" dos espaços da cidade para a realização da Parada Gay, ela demonstra uma profunda inversão de valores. Afinal, qual o lugar mais adequado para a realização de um evento pacífico, de reputação e repercussão internacional e ainda de profundo interesse para a atualização social de valores que estão, inclusive, impressos em nossa Constituição? Não vejo nenhum lugar melhor que a rua, e, pela sua dimensão, as principais avenidas de uma cidade como São Paulo.

O que as "autoridades competentes" têm que fazer é garantir a segurança do evento com policiamento adequado e farto, reprimindo nos termos da lei atos hediondos como os atentados cometidos por uns poucos contra pessoas participantes do evento que é, legitimamente, provocador, sem deixar de ser (reitero) absolutamente pacífico e pacifista.

Tirar dos participantes da Parada o direito de ocupar as ruas pacificamente é dar razão aos agressores. Mas será que não é a própria polícia que se sente constrangida por proteger aquele mar de bichas? Será que não é tempo de trabalhar na formação das forças policiais para que elas de fato entendam de direitos humanos, para tê-los como sua principal referência de conduta?

É mais fácil pôr todo mundo num cirquinho, e ficar olhando de longe, de preferência pela televisão. Aliás, parece que em São Paulo, cada vez mais, tudo é mais urgente e mais importante do que a plena manifestação das opiniões e dos direitos...

lucas disse...

como um promotor público pode fazer insinuação de homossexualismo a um clube particular?
Deve vir a imprensa e desculpar-se

Fabricio disse...

Putz, concordo com o Marcão plenamente. Coloca o preço lá em cima. Se pagarem o aluguel, podem usar.

Anselmo disse...

Leandro, a relação que estabeleci entre Copa e Parada é estrutura para eventos. Se é o local preferido pra um evento, é normal que o seja para outro que atrai gente pacas. questao de estrutura, só isso.

Lucas, o promotor não vinculou qqr clube com a ideia de homossexualidade. disse que o morumbi era o local ideal para receber a parada gay. isso não torna o clube particular nada. A piada do jornalista aproveitou a deixa da formulação do promotor.

Glauco disse...

De três milhões pra cem mil pessoas? Local ideal? Pelo amor de Deus, promotor, melhor proibir do que fazer isso.

E a Marcha por Jesus? Essa pode né?

Olavo Soares disse...

Glauco, cê tá querendo sugerir que a Marcha Pra Jesus sofre menos preconceito que a Parada Gay, é isso?

Glauco disse...

Não, Olavo, parto do pressuposto de que o promotor não está sendo preconceituoso e se baseia no relatório da PM que diz base que "o evento tem atingido proporções que fogem aos padrões de segurança, tranquilidade e salubridade".

Os evangélicos afirmam terem levado na última manifestação 5 milhões de pessoas. Ou seja, é mais difícil ainda organizar tal evento na Paulista do que a Parada Gay. Estou questionando porque ele não sugere a mesma coisa para o pessoal que organiza a Marcha para Jesus, que façam seu evento no Morumbi.

Em tempo: defendo o direito tanto de uns quanto de outros em se manifestar. No espaço público.

Olavo Soares disse...

Mas a Marcha Pra Jesus já tá acontecendo na Campo de Bagatele há algum tempo - inclusive, foi transferida pra lá sem gerar 1% do debate que a Parada Gay tem causado.

Aliás, os organizadores da Parada Gay rejeitaram a Campo de Bagatele pelo fato dela ser mais mal localizada. Tiveram - e estão tendo - apoio de um monte de gente quanto a isso. Inclusive, uma urbanista (cujo nome não lembro) disse que deslocar a Parada Gay seria "excluí-la do cotidiano da cidade", ou coisa parecida.

Engraçado é que quando a Marcha Pra Jesus foi arremessada pra longe ninguém falou nada...

Glauco disse...

A Campo de Bagatele é um pouquinho maior que o Morumbi, e a marcha para Jesus começa na Luz. Colocar no Morumbi é confinamento.