Destaques

sexta-feira, janeiro 29, 2010

Resumão Tricolor (ah, se não fosse o Youtube!)

Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook

Por Moriti Neto

Tenho sido cobrado (com razão!) pela ausência de posts sobre os jogos do Tricolor. Explico: até ontem não tinha assistido ou escutado qualquer transmissão do Campeonato Paulista. Confesso que não tenho muita paciência com as partidas de começo de ano. Times em formação, jogadores “amarrados”, sem ritmo e tal; tudo aquilo que é englobado nos cansativos e repetitivos discursos dos técnicos “de que as equipes precisam de ritmo, sequência e num sei que lá, num sei que lá”.

No frigir dos ovos, optei por fazer uma análise geral das quatro atuações do São Paulo em 2010. Como? Simples. A partir do jogo de ontem, contra o Paulista, acompanhado pelo rádio, e assistindo aos melhores momentos dos outros três via Youtube. É minha nova opção para casos emergenciais. Quando não acompanhar transmissões ao vivo ou ao menos ver reprises pela televisão, serei assumidamente um “comentarista youtubista”.

Na estreia, contra a Portuguesa, que o Marcão já comentou, o São Paulo começou ganhando, perdeu um caminhão de gols, teve domínio no primeiro tempo, mas cedeu espaços à Lusa, que correu mais na segunda etapa e, merecidamente, venceu por 3 a 1.

Já no segundo jogo, com o Mirassol, Ricardo Gomes colocou em campo um time totalmente diferente, com muitos reservas, e o São Paulo só não perdeu graças a um golaço de Richarlysson, no finzinho da peleja. Mas, pelo que vi, a derrota seria resultado justíssimo.

Aí, no sábado passado, veio o "temido" Rio Claro, que segundo comentários maldosos que pululam entre companheiros de redação, não ganha nem do Velo Clube (o que a companheira Carminha teria a dizer sobre isso?). O Tricolor, jogando em casa, fez 3 x 0, com gols de Hernanes, Washington e Rogério Ceni, de penâlti. Essa vitória parece ter servido para Ricardo Gomes perceber uma coisa: para o esquema 4-4-2 funcionar é necessário ter laterais de ofício.

Eis, então, finalmente, o jogo que acompanhei na íntegra O São Paulo atuou numa éspecie de matinê, na tarde desta quinta-feira, na Arena Barueri, e venceu bem o Paulista de Jundiaí.

Dagoberto matou a pau, fazendo dois gols, driblando objetivamente e dando belos passes, sem a normal afobação costumeira. O outro tento foi anotado por André Dias.

Contudo é bom ressaltar que a situação só melhorou para o Time da Fé depois que o Galo da Japi teve um jogador expulso. O volante Rai tomou o vermelho aos 37 do tempo incial, seus companheiros reclamaram, mas a falta em Dagoberto foi mesmo bem forte. A partir dali, os são paulinos tiveram mais espaços e souberam aproveitar. Não faltaram bolas trabalhadas em velocidade pelos lados.

Fora Dagoberto, destaques para Jorge Wagner, na ala esquerda, e para o trio de zagueiros André Dias, Miranda e Xandão (sim, destaque para Xandão, o melhor na defesa!).

Foi a primeira vez no ano que o Tricolor jogou no esquema 3-5-2, clara sinalização para o restante da temporada, já que com a volta de Alex Silva não haverá como fugir da formação. Porém, antes de começar a elocubrar sobre variações táticas, quero ver um pouco mais do time e o que ocorre até o fechamento das janelas de negociação.


Nota da redação (por Frédi). Publiquei por que aqui a gente não é de discriminar as opções das pessoas, mas juro que não entendi as exclamações no título, o que é um "comentarista youtubista" e a preferência pelo craque Xandão (isso deve ser coisa de são-paulino).

2 comentários:

Renata disse...

As pessoas preferem mesmo cada coisa...

Moriti disse...

Em tempo: coisa de são-paulino é ser campeão!