Destaques

sexta-feira, junho 22, 2007

Luxemburgo não quer se comprometer

Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook

Depois de melar a negociação do Palmeiras com o atacante Kleber, do Necaxa do México – em ação considerada anti-ética pelo bastião do comedimento Chico Lang –, o Santos enfrenta um probleminha pra acertar com o centro-avante. O jogador quer contrato de um ano e não de seis meses como oferece o time da Baixada.

A mesma exigência era pendência que atrasou a negociação com o alvi-verde e permitiu que, com um troquinho a mais, o Peixe passasse o Palestra para trás. Marcelo Robalinho, apresentado como representante do atleta, reclamou que a família do cabra estaria tentando fazer um leilão entre os interessados.

A sugestão para o comandante do escrete alvi-negro da Vila Belmiro Vanderlei Luxemburgoveio do cunhado Fabiano, que garantiu que o camisa 9 é o goleador que o time precisa. Mas é justamente de Luxemburgo, informa o Estadão, que vem a resistência aos 12 meses de contrato.

Diz a nota: "como provavelmente o técnico vai para o futebol europeu após o encerramento do seu contrato, em 31 de dezembro, Luxemburgo não poderia assumir um compromisso de mais de seis meses com Kléber."

As eleições na diretoria do clube também são apontadas como uma dificuldade para a transação.

A Luxemburgo, assíduo leitor do Futepoca, fica a pergunta: já de malas prontas?

5 comentários:

olavo disse...

Plagiando Regina Duarte, "eu tenho medo".

Edu Maretti disse...

A hesitação do Santos (6 ou 12 meses) é sintomática e justifica o "tenho medo" do Olavo, já que ninguém sabe o que será o Santos em 2008.

Agora, Anselmo, não sei se sua frase sobre o bobão do Chico Lang ("em ação considerada anti-ética pelo bastião do comedimento") foi uma indireta a este que vos fala, já que escrevi um post abaixo em que disse, sobre o caso Kléber: "sinceramente não cheguei a uma conclusão sobre se é antiético ou se o jogador está simplesmente exercendo um direito, profissionalmente falando. Fico mais para a antiética".
Pelo sim ou pelo não, repilo veementemente qualquer comparação com qualquer bastião de comedimento...

Anselmo disse...

peraí, peraí. o chico lang é ironia pronta. naõ tem nada a ver com o sr. vou além, nem que o sr quisesse, não chegaria aos pés deste monstro que é chico lang.

aliás, tá lançado o desafio.

e vou além: essa paranóia demonstrada acende o alerta. Mais paranóico do que são paulino no Futepoca e que santista reclamando de arbitragem. foco aí na paranóia, pô!

Glauco disse...

O "eu tenho medo" diz respeito a qualquer coisa do Santos atual, e não digo só em 2008, mas até pro fim do ano.

Edu Maretti disse...

acho não, Glauco, quanto a 2008. Para este ano eu estou otimista (ainda).

tem paranóia não, anselmo (neste caso!, que fique claro)... eu não usaria a terceira pessoa do plularl pra falar sério, né