Destaques

sábado, maio 31, 2008

No plantão

Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook

Acompanhando os jogos das 18h10, no plantão da firma, leio a melhor frase do dia, na narração de Figueirense x Goiás feita pelo Terra.

40 min - "Rodrigo Fabri cobra falta da meia direita e a bola quase sai do estádio"

E pensar que um dia foi chamado de craque.

4 comentários:

Benedito disse...

Naquele Brasileiro (não me lembro o ano) em que a Portuguesa chegou à final contra o Grêmio, o Rodrigo Fabri jogou muita, mas muita bola. Mas nos dois jogos finais, mostrou que faltava alguma coisa a ele: capacidade de decisão. Desconfio que ele não conseguiu decidir que seria um craque...

Anselmo disse...

pois é, rodrigo fabri batendo tiro de meta na meia direita. que destino.

O termo "craque" é um dos mais inadequadamente utilizados no futebol. Para alguns, CArlos Alberto é craque!

Eu sigo defendendo que se separe os craques de fato dos bons jogadores. Pra valorizar quem resolve em três a cada quatro jogos dos que são bons, mas só resolvem de vez em quando.

Marcão disse...

Se a bola não chegou a sair do estádio, é sinal de que ele está melhorando...

Glauco disse...

Mas que o Fabri jogou muito em 96, jogou...