Destaques

quinta-feira, janeiro 29, 2009

Muricy vai re-editar ataque do Atlético-PR de 2004

Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook

O São Paulo venceu o Guarani por 2 a 0, em Campinas, mas a dupla Washington e Borges não marcou. Por isso, na próxima partida, domingo, contra o Santo André, o técnico Muricy Ramalho vai testar a terceira dupla de ataque diferente neste ano. E a opção será exatamente a que o Atlético-PR usou em 2004 para liderar o Brasileirão até a penúltima rodada: Washington e Dagoberto. Curioso é que o time paranaense perdeu a liderança para o Santos - que seria o campeão - justamente quando Dagoberto se machucou, dando lugar a Dênis Marques. A contusão foi tão grave que ele só voltaria a jogar em julho de 2005. Sem Dagoberto, Washington viu sua equipe ser derrotada por 1 a 0 pelo Vasco. O Santos, que estava dois pontos atrás, venceu o São Caetano por 3 a 0 e assumiu a ponta (interessante é que Muricy Ramalho tinha treinado o Azulão até o fim do primeiro turno). Na última rodada, o mesmo Vasco perdeu por 2 a 1 para a equipe santista e o Atlético-PR, do técnico Levir Culpi, deu adeus a um título que, pouco antes, era quase uma certeza. Como consolo, Washington terminou a competição como artilheiro, com 34 gols - a maior soma na história da competição até hoje, superando os 31 marcados por Dimba em 2003, pelo Goiás. Será que o centroavante se entrosará com o ex-parceiro Dagoberto novamente?

3 comentários:

Olavo Soares disse...

A contusão do Dagoberto foi um dos momentos que me fez refletir a respeito dos meus sentimentos de humanidade.

Lembro que comemorei pra caralho quando ele se arrebentou e ia ficar fora o restante do campeonato.

Bateu um peso na consciência por celebrar essa tragédia com outro ser humano. Mas passou rapidinho...

Anselmo disse...

nem lembrava que eles tinham jogado juntos. O Atlético PR é um celeiro de atacantes?

Olavo Soares disse...

Um celeiro dos melhores! De lá saíram Lima, Ilan, Pedro Oldoni e... melhor parar.