Destaques

quarta-feira, maio 06, 2009

Viva o Coalhada! Palmeiras vence o Sport

Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook

Lancenet

Com um gol do atacante paraguaio Ortigoza de cabeça, o Palmeiras venceu o Sport por 1 a 0 na primeira partida das oitavas-de-final da Libertadores. Em cobrança de falta de Cleiton Xavier, o herói da classificação, o sósia do Coalhada, personagem do humorista Chico Anísio colocou o time paulista a um empate da classificação. Ortigoza sofreu a falta que deu origem ao tento palestrino e resultou no segundo cartão amarelo de Hamilton.



Escrevendo assim, parece pouca coisa. A vitória do alviverde na Ilha do Retiro na primeira fase da competição teve como destaques, de um lado, a aplicação dos visitantes e, de outro, o fato de que para o Sport o jogo não era de vida ou morte. Também por méritos defensivos do Palmeiras, o time da casa não conseguiu criar abafa na ocasião. Agora será tudo diferente.

Espero que Marcos saiba do que está falando e que o Palmeiras realmente tenha aprendido a jogar a Libertadores. Mas é claro que não basta saber o que é necessário, falta realizar.

Jogo
O jogo não foi simples, ao contrário foi uma luta de boxe repleta de estratégia e aplicação. O time entrou errado, com Pierre, Cleiton Xavier, Marquinhos e Diego Souza no meio e Keirrison e Willians no ataque. Bem ofensivo no papel, mas não funcionou.

O único reforço para as oitavas-de-final da Libertadores, foi Mozart, e nenhum reforço mais. Ele estreou no segundo tempo, no lugar de Marquinhos, praticamente perseguido pela torcida, ao mesmo tempo em que o autor do gol entrava no posto de Willians. A mexida, no papel, foi tirar dois meias-atacantes para colocar um atacante nato e um segundo volante. Nada de ofensiva no papel, mas funcionou melhor porque o paraguaio entrou bem.

No primeiro tempo, Keirrison havia mandado mais uma bola na trave. Diego Souza fez o mesmo, de cabeça. Talvez com mais tranquilidade, o placar pudesse ser mais favorável. De qualquer forma, a decisão iria para o Recife e é pedreira. E antes disso, ainda tem a estreia do time no Brasileirão, contra o Coritiba, o mesmo adversário de 2008.

DataFutepoca
Pelos cálculos do DataFutepoca (DataBar teria mais apelo), são 35 partidas em que os treinadores se enfrentaram do banco de reservas. Foram 11 vitórias de Nelsinho Baptista, 10 de Luxemburgo e 14 empates. Ainda valeria a pena uma recontagem.

7 comentários:

Glauco disse...

A torcida persegue Marquinhos? O cara veio com o status de craque e não joga nada. A torcida teve até paciência com ele...

De qualquer forma, vitória de 1 a 0 na Libertadores é dos melhores resultados que tem. Um gol verde lá e a coisa tá resolvida.

Marcão disse...

O Palmeiras passa. O Sport decaiu.

Fabricio disse...

Não sei não. Assim como aconteceu no jogo do returno da fase de classificação, o Diego Souza teve a grande chance nas mãos, digo, na cabeça. Esse gol perdido pode fazer falta.

Vai ser provavelmente o jogo mais difícil do ano. E nessa opinião estou contando com os futuros adversários em caso de uma eventual classificação, bem como todos os 38 jogos do Brasileiro.

Carlos Pizzatto - Blog do Carlão disse...

Ortigoza deve ser titular. Ele é mais forte e decisivo que Willians.

brunna disse...

O gol foi do cleiton xavier, na minha avaliação

Anselmo disse...

A Brunna tem sua razão, mas tem que contar a cabeleira do Coalhada.

Agora, o Marquinhos é praticamente perseguido pela torcida. A torcida tem motivos pra isso, mas qdo o técnico coloca o cara em campo em jogo decisivo, mudando completamente o esquema tático (e errando, veja bem, só melhorou no segundo tempo depois de abandonar os 4 meias, um volante e um atacante), só faz queimá-lo mais e mais.

Maurício disse...

impressionante como ele é cara do coalhada.