Destaques

sexta-feira, março 26, 2010

Fala, FHC, que eu te escuto

Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook

Prosseguindo com nossa campanha para que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso fale o máximo que puder à imprensa nesse ano de eleições, ao contrário da vontade tucana, vamos à nova pérola do sociólogo que fala francês (o grifo é nosso):

- Nós temos que pensar: qual Brasil vamos inventar? Está faltando neurônio. O Brasil será grande no mundo quando fornecer conhecimento. No conjunto desses desafios, que são grandes, o importante na universidade, além de produzir modelos culturais, é começar a discutir o futuro, disse o "iluminado" político do PSDB, na quarta-feira (24/03), durante a palestra "Ensino Superior como área crítica e estratégica para o Futuro do Brasil", na Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM).

Essa conversa de neurônio me lembra a análise de um reitor baiano sobre o berimbau. Mas FHC não foi convocado a dar pitaco sobre o ensino brasileiro de graça. Para quem não sabe, há uma greve de professores em São Paulo, território do (des)governador e pré-candidato à presidente da República José Erra, digo, Serra. E FHC aproveitou o assunto para defender a famigerada meritocracia tucana, pois em São Paulo, em vez de Serra dar aumento de salário, escolhe os professores mais "bonzinhos" e "comportadinhos" para "merecer" um troquinho a mais.

- Hoje se tem uma greve em São Paulo em parte contra isso. Até hoje não se aceita que haja incentivo pecuniário para quem for melhor. Não acredito que a meritocracia possa substituir a democracia, mas acho que é preciso prestar atenção, pois ela pode significar um grande desafio: além de ter uma força econômica, baseia suas grandes decisões num sistema de mérito, defendeu FHC.

Palmas para o "iluminado" que ele merece! E o Futepoca aproveita para lançar aqui, a partir desse post, uma campanha que mobilizará a nação:

FALA MAIS, FHC!

5 comentários:

Glauco disse...

Nem calado FHC é um poeta...

Marcio-SJP disse...

Eu vou votar no CIROOOO!!!!

Pelo menos a primeira dama sera uma gostosa!

Marcão disse...

Mauro Santayana, no JB:


Segundo os jornais, o nome do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso foi excluído da lista dos possíveis oradores no lançamento da candidatura do governador José Serra à Presidência da República, no dia 10. De acordo com as mesmas fontes, o outrora festejado líder, mais do que ajudar, poderá prejudicar o governador de São Paulo.

Luis disse...

A relação é direta: quanto mais FHC (o Farol de Alexandria) fala, mas Serra desce!

David disse...

Marcão, quanto à greve dos professores e à merticracia, escrevi sobre isso no meu blog. Caso queiram conferir, o endereço é http://desistodeprocurarumnome.blogspot.com/2010/03/educacao-em-sp-e-greve-dos-professores.html

Estive hj na manifestação dos professores no Palácio. A covardia da PM é algo a ser dicutido. Desceram o cacete nos professores, jogaram bombas, dispararam balas de borracha. Belo exemplo de negociação deu o serra. Que arda no fogo do inferno, por toda a eternidade!

Abraços!