Destaques

quarta-feira, outubro 24, 2007

Pai de santo nega contrato com o Corinthians

Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook

O médium Robério de Ogum negou, em entrevista exclusiva concedida ao Futepoca, ter firmado qualquer tipo de contrato com o Corinthians, conforme diversos veículos de comunicação noticiaram. O boato surgiu após um encontro dele com o presidente do Timão Andrés Sanchez, na última terça-feira (23). "Foi só uma conversa. Ele queria saber sobre a situação do Corinthians, se o time cairia ou não. Respondi que precisava meditar para falar a respeito", revelou Robério. O presidente corintiano também havia contestado a notícia em comunicado dirigido à imprensa.

Robério disse ainda que já havia se encontrado com Sanchez antes dele ser escolhido presidente do clube. "Quando estava em dúvida se sairia ou não candidato, ele me chamou para saber de suas chances. Aconselhei para que se candidatasse, pois seria eleito", conta. O médium também aproveitou a entrevista para negar que fosse empresário de jogadores. "Não tem nada disso", negou.

O místico afirmou que continua auxiliando a Lusa com seu apoio espiritual, em um trabalho que teria começado no ano passado, quando o clube do Canindé quase caiu para a terceira divisão do Brasileiro. Mas insistiu que não recebe qualquer tipo de remuneração por conta disso. "Claro que me pagam as despesas, as viagens, mas é um trabalho totalmente voluntário", garantiu.

Segundo ele, o forte do seu trabalho com a equipe do Canindé se baseia na oração, "para manter a paz e a tranquilidade no time". As conversas com o técnico luso Vagner Benazzi são constantes. "Falo com ele duas ou três vezes por dia", contou. O treinador avalia junto com Robério inclusive a condição de cada atleta e a conveniência de sua escalação.

Em relação a Vanderlei Luxemburgo, com quem trabalhou até 1998, Robério disse não haver qualquer problema pessoal. "Hoje não conseguimos falar com muita freqüência, tudo é muito corrido. Mas a amizade é para sempre", assegurou. Questionado se era possível dizer se o treinador continuaria no Santos em 2008, o médium foi evasivo. "Não vi nada".


7 comentários:

tina disse...

enquanto alguns gritam ROGÉEEEERIIO,
outros imploram por ROBÉEEEERIO!!!

Anselmo disse...

de são paulino esse comentário, hein?

Gostaria que o Glauco relatasse em detalhes a experiência que é falar com uma pessoa assim iluminada.

Agora, se nem o Robério de Ogum viu nada, o que vão esperar do Lula?

Nicolau disse...

Olha, eu aceitaria a ajuda do Robério, sem problemas. Ajuda, aliás, é sempre bem vinda, ainda mais nas circunstâncias corintianas...

elias disse...

dá pra ver a cena: os bigodudos gritando rogéeeerio! eu hein...

Marcão disse...

Dizem que, no jejum dos 23 anos, um pai-de-santo foi à Fazendinha e percorreu o gramado com um galho em formato de forquilha, mandando um assistente cavar aqui e ali. A lenda diz que ele desenterrou dezenas de sapos (ou o que restava deles), deixando o - então - técnico João Avelino, que acompanhava a operação, literalmente de cabelo em pé. Curiosamente, o Curíntia saiu da fila naquele ano. Melhor respeitar...

Anselmo disse...

vi uma entrevista da Marlene Matheus que jura que estava com o pai de santo. Ela falou que o cabra viu um pedaço de alguma coisa semi enterrado atrás do gol e que mandou cavar. Ela nega que aquilo se parecesse com sapo, mas que era mais pra pombo e que nem boca amarrada não tinha.
Não me lembro se ela disse que era 77 ou se um ano antes.
Ainda assim, eu não duvido de nada, embora o teorema do empate em campeonato baiano também seja imune a dúvidas.

zzyytt disse...

moncler jackets
longchamp outlet
adidas outlet online
golden goose
bape hoodie
iniki
nike hyperdunk 2017
golden goose outlet
golden goose sneakers
nike react