Destaques

terça-feira, março 03, 2009

Torcedor de opinião, apesar de jovem...

Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook

"Podem me prender/podem me bater/podem até deixar-me sem comer/que eu não mudo de opinião". Era assim que o mítico Zé Keti, em um música que deu nome a uma inesquecível turnê junto Nara Leão e João do Vale iniciada em dezembro de 1964. E esse jovem moçoilo, Pedrinho, mesmo diante da pressão paterna, e, ao que parece, de uma outra força contrária materna que pende para um lado tricolor, soube resistir e impor a sua vocação, bradando a plenos pulmões: "gol do Santos!". Parabéns, jovem! Garoto de opinião, convicto, e com um grande futuro na torcida santista.



O vídeo foi postado originalmente no Blog da Redação do Santista Roxo. O pessoal é bom...

5 comentários:

Anselmo disse...

"gol do tantos?" Impressionante.

Agora, onde estão os defensores do Estatuto da Criança e do Adolescente numa hora dessas em que tentam impor que o moleque torça pro Corinthians? Isso é contra os direitos humanos! Além do que, o Brasil é signatário de tratados internacionais contra a tortura.

Marcão disse...

É isso o que fazem com a gente quando somos pequenos: lavagem cerebral futebolística. Mas obrigar uma pessoa, seja de que idade for, a gritar "gol do Corinthians", é realmente desumano...

Nicolau disse...

Admiro a firmeza do garoto, mas compreendo a tentativa do pai de encaminhar seu filho para caminhos melhores. No entanto, repudio completamente as ameaças e punições como métodos de convencimento. Abaixo a ditabranda!

Glauco disse...

Esse é um exemplo da ameaça social que um jovem santista sofre por conta da opressão paterna. E esse foi o time da "democracia"... É isso aí, Pedro, gol do Tantooos!!!

Maurício disse...

O menino é durão, hein.
Mas esse tipo de insanidade passa, é só uma adolescência precoce, quando ele fizer três anos descobre que não vale a pena insistir nos erros só pra contrariar o pai.