Destaques

quarta-feira, abril 01, 2009

Com Diego Souza, ainda sem futebol

Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook

Mesmo com a volta do meia Diego Souza, o Palmeiras amargou um empate em Itápolis com o Oeste em 1 a 1. O resultado frustrou as expectativas da torcida e do treinador Vanderlei Luxemburgo que queriam ver garantida a liderança da primeira fase do campeonato paulista, posição que garante a vantagem do empate na fase final.

Novamente o time saiu atrás no marcador, com gol de Ademar, e precisou do zagueiro Maurício ramos para não dar vexame. A retomada do esquema com três zagueiros voltou a não resolver a defesa. Sandro Silva foi bem melhor do que Fabinho Capixaba na lateral-direita.



Quando o gol do Oeste saiu, aos 7 do segundo tempo, a torcida alviverde pediu a entrada de Lenny. Tudo bem que o jogador é o vice-artilheiro, mas metade de seus gols saíram em um só jogo (e a outra metade antes da quarta rodada). Ao colocá-lo no lugar de Marcão, o time voltou ao 4-4-2. O reserva teria chance de virar o jogo, mas assim como Keirrison, não garantiram a vitória.

Diego Souza, cuja ausência foi lamentada na última partida, esteve mais apagado. Entrou jogando no ataque, mas nem quando voltou à meia melhorou muito. Cleiton Xavier foi melhor, fez o passe do gol.

A liderança no campeonato paulista vem servindo para o Palmeiras de vacina anticrise. Antes que alguém pronuncie a palavra, já lembra da tabela e muda o foto. Mas o time caiu muito de produção, há quem o considere devagar quase parando. Em parte, isso pode ser atribuído ao trabalho dos adversários que estudam e marcam melhor algumas peças-chave do esquema palestrinho. Mas de outro lado há uma irregularidade grande nas atuações.

Se a posição for garantida amanhã por um tropeço do São Paulo – o único que ainda pode ultrapassar a pontuação do time –, será uma "conquista" bem significativa da condição atual da equipe. Um cenário que torna mais adversa a já grave condição do Verdão na Libertadores para a partida da próxima terça-feira contra o Sport.

9 comentários:

Glauco disse...

Quanto ao Oeste, gostaria de fazer menção à bela cabeleira de Ney Paraíba. Mas e o Guarani, hein?

Marcão disse...

Todo mundo sabe que as finais vão ser Palmeiras X Portuguesa ou Santos / São Paulo X Corinthians (ou Corinthians X São Paulo). E que a FPF vai rezar dobrado e fazer o possível e o impossível para ter o clássico Palmeiras X Corinthians na final. Uma coisa, para mim, é certeza absoluta: Ronaldo Gordo estará na decisão, custe o que custar.

Maurício disse...

Pelo jeito vai custar um chororô da bambizada...

Fabricio disse...

Marcão, eu não acho que a FPF vai fazer de tudo para ter Palmeiras x corinthians na final. Na verdade não existe nada que eles possam fazer a respeito. Talvez marcar as duas semi-finais no Pacaembu, algo assim, o que divido muito que aconteça.

O que você imagina que a federação possa fazer nesse sentido?

Nicolau disse...

Rapaz, o pessoal tá em segundo, só depende de si mesmo pra terminar em primeiro, podendo ter vantagem de empate e o cacete a quatro, e os caras tão chorando antecipado, impressionante...

Marcão disse...

Não tem essa de choro, é desnecessário. Ganhar Paulistinha deixou de ser vantagem há muitos anos. Se o S.Paulo está ou não na reta final, e pra enfrentar ou não o Corinthians, não faz a menor diferença na minha observação. O que me parece nítido é que o Marco Polo Del Nero está rezando (e aí não sei se ele tem poder ou má intenção pra fazer mais do que isso) para que o Ronaldo Gordo - e toda a promoção em torno dele - caminhem até o final da competição. O negócio é grana, cascalho, cash. Com Palmeiras X Corinthians (e o Gordo0 na decisão, Del Nero sairia tocando violino de tanta felicidade.

Marcão disse...

PS.: No bolão organizado no início do ano pelo Olavo, eu apostei no Corinthians como campeão paulista. E isso quando o Ronaldo Bucho sequer tinha estreado pelo clube. Essa aposta não foi "secar", não. Tinha - e continuo tendo - a convicção de que o Corinthians leva esse título. O fato de enfrentar o São Paulo na semi ou na final - algo que parecia meio óbvio desde o início, visto que o nível dos quatro grandes (mais a Lusa) sempre esteve bem acima dos restantes - não altera em nada meu palpite.

Fabricio disse...

Sabe uma coisa que não consigo engolir? É que no ano passado o papo era que iriam levar Libertadores e Paulista, que o time ia entrar pra ganhar tudo, e blá blá blá. Muricy, rogério ceni, Juvenal, todos falavam isso. Esse ano o discurso mudou drasticamente.

E não entendo isso de ficar ameaçando colocar o reserva já que "não vale nada". Coloca logo de uma vez. O Palmeiras também colocou e nem por isso quer dizer que desmereceu o campeonato.

O São Paulo na minha opinião tem totais chances de vencer o campeonato. Se acha que não vale nada, coloca o reserva na semi ou na final. Simples.

E não aguento mais também esse papo de que jogar quinta e domingo prejudica o time pro jogo de Libertadores na semana seguinte. 10 anos atrás era jogo quarta pela Libertadores, sexta pela Copa do Brasil e domingo pelo Paulista. Nunca nenhum clube reclamava.

Nicolau disse...

Marcão, se é convicçaõ que o Corinthians tem um bom time e levará o campeonato, fala isso de ssa forma. Dizer que: "Uma coisa, para mim, é certeza absoluta: Ronaldo Gordo estará na decisão, custe o que custar." é chororô antecipado, sim. Não está dizendo que o Del Nero está torcendo, mas agindo para garatir o Corinthians na final "custe o que custar". Menos, uai!