Destaques

sexta-feira, agosto 08, 2008

Da série: candidatos poupados pela mídia

Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook

Em entrevista à rádio Bandeirantes ontem pela manhã, o prefeito de São Paulo e candidato à reeleição, Gilberto Kassab, do DEM (à direita, sempre), destacou uma pesquisa feita pelo Ibope segundo a qual 90% da população avaliaram como "ótimo" o funcionamento das Amas (Assistência Médica Ambulatorial). Questionado sobre se a população teria conhecimento desses dados, o prefeito lascou, sem dó: "uma coisa é a opinião da população usuária do sistema e outra, a parcela de formadores de opiniões, qualificados e inteligentes". Fosse candidato pelo PT, a imprensalona teria manchetado em seis colunas, hoje: "Kassab chama população de burra e desqualificada". Mas como é "democrata", silêncio. Bater nas declarações da Marta Suplicy é sempre mais apropriado.

6 comentários:

Nicolau disse...

Bom, do jeito que tá perdendo votos pesquisa após pesquisa, o Kassab tinha que botar a culpa em alguém...

Anselmo disse...

kassab-b-b-b.

Glauco disse...

Acho que ter o maior tempo de TV pro Kassab vai ser um castigo e não vantagem.

Mr. C disse...

Ah, coitadinha da Marta. E coitadinhos dos petistas -sempre com o discurso da vítima, mesmo quando têm o poder federal e a chave do cofre na mão. A "imprensalona" acabou de noticiar que o Kassab tentou manipular resultados de pesquisa -mas isso ainda não é chapa-branca o suficiente pra vocês, né? E, de todo modo, who gives a fuck to Kassabicha?

Outra coisa: "Kassab chama população de burra e desqualificada" não cabe em seis colunas nem fodendo (talvez quatro colunas, com duas linhas de título). Imagino que vocês não pisem numa redação há muito tempo...

Jogando Por Música disse...

Senti um "quê" de petista nesse seu comentário Marcão. Eu acho totalmente o contrário. Quantas besteiras o Lula falou que deixaram passar batido?

Anônimo disse...

Ele é GAY sim.

Ele e seu companheiro, Rodrigo Garcia. Ele até criou um cargo especialmente para seu "marido".

Vejam a notícia:

# 08.jul.04: A Promotoria de Justiça da Cidadania de São Paulo determina a abertura de inquérito civil para investigar eventual enriquecimento ilícito do deputado federal Gilberto Kassab, candidato a vice-prefeito na chapa de José Serra. Também é alvo da investigação o deputado estadual Rodrigo Garcia (PFL), 30, seu sócio em vários empreendimentos. Garcia foi chefe-de-gabinete de Kassab no período em que ele ocupou a Secretaria de Planejamento da administração Celso Pitta (1997-2000).


# 01.dez.04: A Promotoria de Justiça da Cidadania de São Paulo pede a quebra de sigilo bancário do vice-prefeito eleito, Gilberto Kassab (PFL), e de seu sócio, o deputado estadual Rodrigo Garcia (PFL). O Ministério Público investiga eventual enriquecimento ilícito de Kassab e Garcia.

;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;

O prefeito Kassab criou uma nova secretaria especialmente para seu companheiro Rodrigo Garcia, deputado estadual.

Rodrigo Garcia já assumiu na última terça-feira, dia 29.

Os Demo-tucanos fazem o discurso para cortar ministérios no governo federal. Mas na prefeitura de São Paulo criou a Secretaria Especial de Desburocratização para acolher o companheiro em um gabinete mais junto ao prefeito.

A relação de Kassab com Rodrigo Garcia é antiga.

Fizeram dobradinha, sendo conhecida na região de São José do Rio Preto, a musiquinha da candidatura em 2002: "Quem sabe, sabe, vota comigo, federal é Kassab, estadual é Rodrigo".

Além da aliança política, ambos tiveram bens em comum, e, por isso, os problemas na justiça que atingiram um, alcançaram o outro.