Destaques

sábado, fevereiro 14, 2009

Vágner Mancini chega ao caos da Vila Belmiro

Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook

Vágner Manicni já se despediu do Vitória e vem ser o novo treinador do Santos. Segundo consta, ele deve receber para administrar a bagunça no condomínio Marcelo Teixeira a bagatela de R$ 250 mil por mês.
Campeão estadual pelo rubro-negro baiano e responsável por uma campanha razoável no Brasileirão (décima colocação), ele vai ter que administrar um elenco dividido que já colocou na lona três técnicos e quase levou a equipe à segunda divisão nacional.

O último quiprocó no latifundio Santa Cecília aconteceu na partida contra o Marília. O jornal O Estado de S. Paulo divulgou que o goleiro Fábio Costa e o zagueiro Fabiano Eller, donos de atuações impecáveis no jogo em questão, como dito aqui, brigaram aos socos e pontapés. O arqueiro teria responsabilizado o defensor pelo gol que tomou e o criticado não recebeu muito bem a avaliação.


Aliás, não é a primeira vez que FC (atualmente merecedor da alcunha "Falho Costa") joga a culpa de um gol tomado nas costas alheias. Em 2001, quando o Santos foi desclassificado na semifinal do Paulistão pelo Corinthians, ele culpou publicamente o zagueiro André Luiz, que escorregou no lance. Deve ser difícil ser companheiro de ofício de alguém tão cheio de razão e tão desprovido de auto-crítica.

Mas, dessa vez, os paizões da Vila Belmiro resolveram agir. Dotados de competência e coragem, suspenderam e multaram (especula-se que em 40% do salário) os brigões. Eller é líder de uma das igrejinhas da Vila, vem jogando mal há tempos e sofre com contusões. Costa lidera outro templo e tem um longo histórico de afastamentos por estar fora de forma ou devido a problemas disciplinares. Já foi posto no banco ou longe dele por Daniel Passarella e Márcio Bittencourt no Corinthians, e por Leão e Luxemburgo no Santos. Ontem, ameaçou deixar o treino mas foi trazido de volta por Serginho Chulapa, provavelmente com argumentos deveras convincente.

É nesse clima que Mancini chega. Enquanto isso, o Santos entra em campo amanhã contra o Guarani sem os dois encrenqueiros, e os interinos Chulapa e Narciso não contarão também com Domingos, Molina, o lateral-direito Luizinho, Roberto Brum e Lucio Flavio. Tem certeza que você não quer ficar na Bahia, Mancini?

9 comentários:

Saulo disse...

Mancini é um bom treinador.

AF STURT disse...

linka meu blog ai,vou linkar o seu ,pode ser?glauco...abraços...

AF STURT disse...

tudehistoria.blogspot.com
conhça NOSSO TRABALHO...

Nicolau disse...

"Latifundio Santa Cecília" foi muito boa, hehe! Complicada a situação. Mancini parece ser bom treinador, teve uns bons resultados, mas será que tem moral para se impor frente aos "templos" (outra muito boa) da Vila?

Anselmo disse...

queria a opinião santista sobre a permanência ou não do Chulapa na comissão técnica. Imagino que ele vá acabar ficando, mas a questão é se ele realmente agrega ou se não faz diferença... (já to considerando que ele não chega a atrapalhar, porque em ultima instância, vai resolver as coisas no fórum adequado, a mesa de bar).

Marcão disse...

Não entendo. Por que não efetivam o Chulapa de uma vez?

Fabricio disse...

Porque com o Chulapa o treino vai ser uma pelada na praia e a concentração vai ser nos quiosques.

Maurício disse...

Diante do argumento do Fabricio:
Por que não efetivam o Chulapa de uma vez? (2)

Glauco disse...

Mauricio, você está sugerindo uma união de ex-atletas cujo interesse seja em inovar nos treinamentos? Que tal Chulapa e Sócrates?