Destaques

quarta-feira, agosto 05, 2009

Em Assis, desemprego é motivo de cadeia

Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook

Fico com medo de dar divulgação a esse tipo de coisa, para não dar idéia pra bandido, mas aí vai. Uma notinha no Estadão de hoje dá conta de uma nova “política social” aplicada em Assis, no interior paulista.

A polícia da cidade decidiu utilizar-se do crime de vadiagem, previsto no artigo 59 da Lei de Contravenções Penais. A lei prevê pena de 15 dias a três meses de prisão para o ato de “entregar-se alguém habitualmente à ociosidade, sendo válido para o trabalho, sem ter renda que lhe assegure meios bastantes de subsistência, ou prover a própria subsistência mediante ocupação ilícita”.

Em 30 dias, 51 pessoas já foram fichadas pela polícia de Assis e estão sendo monitoradas pela prefeitura – comandada por Ézio Spera, do DEM (espero que o Kassab não ande conversando com ele). Elas têm 30 dias para conseguir emprego ou poderão ser presas. Simples, não?

Se fizessem a mesma coisa no país todo, 15,6 milhões de pessoas ou 8,1% da população deveriam estar sob monitoria, segundo a taxa de desemprego do IBGE de julho.

4 comentários:

Saulo disse...

Tem que arrumar emprego para os cidadões brasileiros que querem trabalhar, mas não tem oportunidade nesse país cheio de corrupções que não para nunca mais.

Anselmo disse...

será que quem parar no boteco pra tomar uma correria riscos de ser fichado?

Maurício disse...

Mas Anselmo, o cabra no bar está ocupado, pelo menos se ele tiver um celular. Pode ter certeza, se alguém ligar pra ele, ele vai dizer “estou em uma reunião” ou “estou ocupado agora”. Só mesmo se ele encontrar pela frente um juiz muito desalmado para não lhe dar a liberdade.

Anônimo disse...

São os demos, fazer o quê.Abr.Roberto.