Destaques

quarta-feira, outubro 23, 2013

Fazer coração com as mãos é para os fracos

Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook

Fred, Neymar e Alexandre Pato: coração na mão é fácil, quero ver suar um no peito!
Edson Arantes do Nascimento, um dos brasileiros mais ilustres de todos os tempos, completa hoje 73 anos. "O maior jogador de futebol do mundo foi Di Stefano. Eu me recuso a classificar Pelé como jogador. Ele está acima de tudo", afirmou, certa vez, o genial húngaro (e já falecido) Ferenc Puskas. "Posso ser um novo Di Stéfano, mas não posso ser um novo Pelé. Ele é o único que ultrapassa os limites da lógica", concordou o holandês Johann Cruyff. De fato, todas as vezes que aparece um novo candidato a "rei" do futebol, como os argentinos Diego Maradona e Lionel Messi, as discussões e comparações acabam confirmando a superioridade de Pelé. O homem nasceu para ser especial. Um exemplo: de uns tempos pra cá, virou moda entre os jogadores comemorar gol fazendo um coração com as duas mãos (fotos acima). Pois Edson Arantes do Nascimento foi além. SUOU um coração:

Não, não é Photoshop! Foto de Luiz Paulo Machado (para a revista Placar) ficou famosa

Outras frases sobre o aniversariante do dia:

"Se Pelé não tivesse nascido homem, teria nascido bola." - Armando Nogueira

"Eu pensei: '-Ele é feito de carne e osso, como eu.' Me enganei." - Tarciso Burnigch, zagueiro italiano que marcou Pelé na final da Copa de 1970

"Em Roma, o melhor jogador do mundo, Pelé, e um fã." - legenda de uma foto publicada pelo jornal inglês The Observer em 1966, mostrando o encontro do jogador brasileiro com o Papa Paulo VI

"Muito prazer, sou o presidente dos Estados Unidos. Você não precisa se apresentar." - Ronald Reagan, ao receber Pelé na Casa Branca


Leia também:










0 comentários: