Destaques

segunda-feira, julho 30, 2007

Não pegue ônibus no dia 18 de agosto

Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook

Muitos dos membros e leitores do Futepoca estão comovidos. Emocionados com a mobilização da "sociedade civil organizada" do país em promover, no dia 18 de agosto, um boicote aos aeroportos brasileiros. Isso mesmo, é o "Dia do Pé no Chão", uma forma que os "manifestantes" acharam para "alertar" a todos sobre o descaso das autoridades em relação ao setor "em crise". Durante a passeata monumental em São Paulo com 800 a 6 mil pessoas, de acordo com o gosto do freguês (algo próximo do público de Corinthians e Flamengo, a segunda partida com menos público na rodada do Brasileirão, se considerada a perspectiva otimista), os militantes responsáveis vaiaram o presidente Lula (ora, ora, César Maia), a ministra do Turismo, Marta Suplicy, e o presidente da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Milton Zuanazzi. Não houve registro de vaias à TAM, à Gol, à neblina, à chuva ou ao ataque histérico do cantor Seu Jorge.

Sensibilizados com a campanha, futepoquenses já aderiram à campanha. Sim, não vamos voar no dia 18 de agosto, coisa que fazemos de forma corriqueira, como todo brasileiro. A única dúvida não-esclarecida na campanha é se vou poder utilizar meu helicóptero pessoal, já que ele não pousa em aeroportos.

Pés fora do coletivo

Mas vamos propor uma outra vertente da campanha "Pés no chão". No mesmo dia 18, ninguém, eu disse NINGUÉM, vai colocar um pé em qualquer ônibus das grandes cidades brasileiras, principalmente em São Paulo, onde o "caos do transporte urbano" se faz eterno.

Se você espera muito pra pegar um coletivo, não consegue nunca viajar sentado, é obrigado a se espremer ou simplesmente o ônibus não pára quando você faz sinal porque já está lotado, esta é a sua hora! A campanha vale também para trens e metrô, nas cidades em que houver.

Faça sua adesão à campanha "Pés fora do coletivo". Se seu chefe não vai voar, você também não vai andar de ônibus. E é óbvio que, como ele é um democrata, uma pessoa que, ao contrário dos governos ineptos, incompetentes e ineficazes, respeita você, não vai descontar seu dia de trabalho.

A sociedade pede respeito! Mande correntes de e-mail, divulgue, e não ande de coletivo no dia 18. Para fazer sua adesão, mande e-mail para futepoca@yahoo.com.br. Diga você também que cansou... Aliás, que tá "de saco cheio" porque, como diz Cláudio Lembro, "cansei" é expressão de dondoca enfadada...

18 comentários:

Anselmo disse...

é um movimento contra burguês? cuidado com as consequências...

carmem disse...

tô dentro, quer dizer, tô fora, não pegarei o buzão! mas vou depender de carona, ou posso ficar em casa?

Thalita disse...

pô, meu
dia 18 é meu prantão
como não sou servida por carro ou helicóptero particular, vou estar furando essa

Brunna disse...

metro tah incluso?

Nicolau disse...

Apoioado o movimento! Fico em casa em protesto. Proponho que todos os participantes marchem de suas casas até o boteco mais próximo e realizem atos pela moralização do sistema de transporte coletivo, numa manifestação descentralizada abrangendo todos os rincões do pais. Vamos a luta, filhos da pátria!

Anselmo disse...

moralização também dos preços da cerveja nos botecos. a diferença apurada pelo datafoda-se está na casa dos cento e duzentos por cento pela mesma garrafa de cerveja.

maurício disse...

gente, esse é o problema, não pode cada um no seu cantinho. todos a pé, pé no chão, ninguém no busão.
eu não vou pegar ônibus nenhum, e vou trabalhar a pé, mesmo que chegue atrasado.
é nosso dever.

Roberto (Osasco) disse...

Demorô! Aqui em Osasco quando o ônibus esta muito cheio, não passo na catraca, desço pela frente junto com os aposentados e não pago a passagem.Já dei várias sugestões e eles não melhoram o transporte. Espero que assim os empresários de concientizem e melhorem o transporte público da região. (Acorda Viação Osasco!! as linhas 010 Iguaçu, 007 Veloso Padroeira, estão sempre cheias após as 15 Hrs)

Roberto-Osasco SP

Anônimo disse...

Ponha os pés no chão!
Não ande de Busão!

Anônimo disse...

Muito bom!!

Não faz sentido pagar tão caro na passagem e ficar de pé dentro de um ônibus lotado, num trânsito feroz, sendo jogado de um lado para o outro a cada freada do motorista.

Tá na hora das autoridades investirem em transporte coletivo de melhor qualidade e eficiente. Afinal pagamos caro nossos impostos e tarifas.

Chega !!!

Dia 18/Ago todo mundo Pé no Chão !!

Anônimo disse...

caras estupidos..

Anônimo disse...

que dÔ eu tenhu da classi media.ah quanto cinismu.Pipi

RENATA disse...

Show essa "manifestação". Tem mais é que fazer mesmo.
É um absurdo o custo da passagem de ônibus, sem contar do estado precário que muitos ônibus estão e colocando até em risco a vida dos passageiros.
Sem contar que muitos viajam em pé, pendurado na porta, são jogados de um lado para o outro...
Andar faz bem à saúde...

Edu Maretti disse...

Com certeza andar faz bem à saúde, para a circulação principalmente, mas "...que todos os participantes marchem de suas casas até o boteco mais próximo e realizem atos pela moralização do sistema de transporte coletivo" dá o tom. Vamo lá!, a revolução não tardará!

Luiz disse...

Hehehehe, pelo menos eu vou ter amigos andando, solidários, comigo do ap/sqn403 até a ´espranada´
...
abaixo o buzão e o bundão do Seu Jorge (já doei todos os Cds do homi, eram piratas mesmo - só pra protestáááá - e prometi pra mim mesmo, naun compro mais de jeito nenhum). Agora, vou com a ´van-ia´, a vizinha, se ela topar, é claro!

Anônimo disse...

Apoiado, dia 18 não usarei ônibus, mas só para garantir vou encher o tanque da minha mercedes, caronas para mulheres gostosas e seminuas ou nuas não serão negadas.

Ricardo disse...

Cansei dos atrasos e do caos diário no saguão das estações de trem da CPTM na ZL. Lá não tem Redigrobo dando plantão pra denunciar a falência do sistema de transporte. Dia 18, não pego trem nem ônibus nem ando de bicicleta. Atravessarei a pé os muitos quilômetros que me separam do trampo.

Thiago Moro disse...

essa vou aderir e divulgar com certeza!!!